sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Coeficiente do assistencialismo

O Morgenstern uma vez criou a seguinte fórmula: todo mundo que precisa ganha Bolsa Família, mas quando tem um filho perde a bolsa.

Para não dizerem que sou um neoliberal que bebe sangue de criancinhas, prefiro sugerir o seguinte algorítimo: toda pessoa necessitada ganha Bolsa Família, quando tem um filho continua ganhando, no segundo filho perde metade, no terceiro filho não ganha mais nada.

Para um programa que foi criado com a intenção de reverter a pobreza e hoje se dedica a administrá-la e instrumentalizá-la politicamente, acho que seria pelo menos um pouco mais justo com o pagador de impostos.



0 Comentários