terça-feira, 24 de setembro de 2013

O cartapácio

"O advogado mineiro Vinícios Leôncio ignorou os descrentes e iniciou há quase duas décadas um projeto para reunir em livro as legislações tributárias do País", conta a reportagem do Estado de São Paulo.

Conseguiu. 

Segundo a mesma reportagem, o resultado do esforço do advogado é um livro que pesa 6,2 toneladas e tem um total de 43.216 páginas (cada uma delas com 2,2 m de altura por 1,4 m de largura) que, se enfileiradas, alcançariam uma distância de 95 km.

O colosso precisou que o próprio autor encomendasse equipamentos na China, montasse uma gráfica junto com um amigo, pagasse uma carrada de impostos (algo em torno de R$ 350 mil) e contratasse um engenheiro aeronáutico para desenvolver amortecedores para regular a virada das páginas.

O resultado é um monumento à falência da administração pública no Brasil, à burocracia enervante, à corrupção que atravanca, ao ambiente hostil ao empreendedorismo, enfim, ao atraso.

27 diferentes legislações dos Estados e do Distrito Federal e os mais de 5 mil códigos tributários dos municípios brasileiros, alguns, conta Vinícios, ainda escritos à mão.

De acordo com esse verdadeiro herói, “nem todos os municípios têm sites e a legislação disponibilizada eletronicamente" e "mesmo assim, muitas prefeituras não se dispõem a colaborar, fornecer a legislação, embora seja pública”.

Como podem notar, trata-se de um país que não corre o menor risco de dar certo.

Vinícios acha que o seu livro tem tudo para entrar para o Guinness Book (o recorde atual é de um livro sueco que pesa 2,7 toneladas).

O Brasil pelo jeito se ainda não entrou, merece entrar logo no livro, como o país com o sistema tributário mais ridículo do mundo.

Link da reportagem: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,legislacao-tributaria-vira-livro-de-6-toneladas,675806,0.htm



0 Comentários