quarta-feira, 4 de setembro de 2013

O mensalão da Janira

Uma deputada do PSOL resolveu embolsar parte do salário dos seus assessores. Disse que é para utilizar em um movimento social/político/sabe-se lá o que.

O silêncio da militância do partido na internet é ensurdecedor, perdoem-me o oxímoro mais do que batido. Parece que ainda estão tontos com o golpe.

Mas não demora muito e colocam as manguinhas de fora, para, como sempre, culpar os OUTROS pelo "malfeito" da deputada. Como em todo caso de escândalo envolvendo uma ex-vestal da ética na política, a culpa é do sistema, da elite, da imprensa, dos reaças, etc., etc., etc.

Mas vamos aos fatos: a nobre deputada psolenta, psolina, psoleira ou psolista, não sei ao certo o termo, segundo denúncias, resolveu tomar um pedaço do salário de seus assessores para outro fim que não fosse a remuneração da criadagem.

Isto é ILEGAL.

A deputada ao que parece não contesta o fato.

Existem gravações da deputada dizendo "a gente pode botar no relatório que o dinheiro foi para atividades políticas".

A deputada pediu afastamento da presidência regional e da liderança do partido (provavelmente já prevendo a chuva de bosta que virá).

Outro fato que vivo repetindo é o seguinte: o PSOL é o PT sem verba federal.

O resto é mimimi, direita, mimimi, imprensa golpista, mimimi, fizemos algo ilegal pelo bem do país, mimimi, nos perseguem porque somos a família Bonzinho-Freixo-Guarani-Kaiowá.

Ponto final.

Para quem ainda não se inteirou sobre mais essa traquinagem da esquerda gente boa, segue o link de uma notícia sobre o fato: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/09/janira-renuncia-presidencia-do-psol-e-lideranca-na-alerj.html



0 Comentários