sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Pobre país

Depois de desembarcar do governo Dilma Rousseff, o governador Eduardo Campos (PSB-PE) afirmou ontem que, se o cenário eleitoral exigir, Lula "volta 20 vezes". O movimento pelo retorno do petista ao grid de candidatos nacionais tem sido desencorajado pelo PT e pelo Planalto para não enfraquecer politicamente a presidente. "O quadro [de 2014] não está muito claro. Lula disse em entrevista esta semana que está no jogo. Ele disse isso. Se o cenário exigir, ele volta 20 vezes", disse Campos à Folha.

Questionado se isso mudaria os planos do partido de, eventualmente, lançá-lo candidato, afirmou: "Depende. Se a gente já estiver voando, vamos seguir voando. Depois de março, vai ficando difícil". Internamente, Campos relata dificuldade de enfrentar o ex-presidente, de quem é amigo. Também não admite abertamente concorrer.

Fonte: Folha de São Paulo

O único comentário possível para essa notícia é: Eduardo Campos até puxa saco do PT, mas só se o saco em questão for o do Apedeuta. A cada declaração dessa ele se parece mais e mais apenas com uma viúva do lulismo.

Fora que Marina Silva é uma melancia (verde por fora e vermelha por dentro) e o PSDB ainda segue lutando internamente para ver se vai unido ou se José Serra sai e se candidata por outro partido.

Basicamente esta é a oposição no Brasil.

Pobre país.




0 Comentários