quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Me dá cooooota

No processo de dividir o país (brancos x negros, homens x mulheres, héteros x gays) para fomentar uma "luta de classes" artificial, criaram agora a "cota racial para deputado".
Agora é o PT (obviamente isso é idéia de um deputado lulopetista) que vai decidir qual é a cor do deputado que você pode ou não pode votar.
Não demora e criam uma cota racial para vencedores da Mega Sena. Mas não reclame, é o rotativo da dívida histórica galopando nos juros.

Levar vantagem em tudo

Você descobre um site que vende um Galaxy S4 ou um iPhone 5 por 500 reais. Você SABE, muito bem, que nem eliminando lucro e impostos daria para alguém vender esses telefones por esse preço, vai lá e pensa "otários, vou comprar um smartphone de primeira linha peço preço de um Hiphone do camelódromo".
De olho rútilo e baba bovina preenche os formulários, insere os dados do seu cartão de crédito ou emite um boleto, conta pra todo mundo como é malandro e começa a esperar.
Sua irmã que estava no terceiro mês de gravidez quando você encomendou o telefone já está batizando o filho, você já pesquisou em 300 sites de reclamações e descobriu que a empresa possui 3000 ocorrências, consulta o CNPJ e descobre que é de um açougue em Teresina, consulta o proprietário do domínio e descobre que ele se chama Li Xang e mora em Macau, vai na polícia e não entende porque desde o delegado até o faxineiro da repartição riem de você como se você fosse o Danilo Gentili contando piada sobre o Jean Wyllys.

Aí resolve ir para as redes sociais xingar muito e demonstrar sua indignação pela volta que levou.
Desculpe, amigo, em primeiro lugar você mereceu ser enganado. E em segundo lugar você apenas encontrou outro desonesto só que mais esperto do que você.
Tente compensar o prejuízo vendendo um terreno ao lado do Corcovado ou então convencendo eleitores de que o governo do PT é bom para o Brasil.


É tática ou não é tática?

Não sei por que falam em "tática black bloc", mas não falam em "tática comando vermelho" e nem em "tática PCC", no fundo é tudo a mesma coisa: bandidagem.

Tática uma ova

Não sei por que falam em "tática black bloc", mas não falam em "tática comando vermelho" e nem em "tática PCC", no fundo é tudo a mesma coisa: bandidagem.

ATEA na fatwa dos outros é refresco

Até a ATEA (aquela igreja para ateus de internet) se desculpou por "ofensas ao islã", e você aí ainda falando da Inquisição como se o professor comunista de História só dissesse verdades.


terça-feira, 29 de outubro de 2013

Dúvida honesta

Se os jalecos cubanos eram necessários porque os "médicos playboys brasileiros não querem ir para o interior", o que os escravos do Fidel vão fazer em São Paulo (dezenas para a capital e região metropolitana)?

Virar estatística na propaganda eleitoral do João Santana para irrigar o sertão de votos do Padilha?

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Business is business

Não dou muito tempo até aparecer algum malandro vendendo abadá do Black Bloc no Mercado Livre.



domingo, 27 de outubro de 2013

A participação estrangeira no BB

Sob a batuta do PT, aumentou de 5,6% para 30% de participação estrangeira no Banco do Brasil.

Por mim isso é algo excelente, quanto mais, melhor. Precisamos de uma economia de mercado (não que o BB com seus cabides de emprego e patrocínios a bajuladores do lulopetismo esteja sequer perto disso), mas imagine só a berraria (eles nunca falam, só berram) que os petralhas fariam caso esta manchete fosse publicada durante um governo tucano.

Nem digo do presidente Fernando Henrique, que por ter surrado o Apedeuta nas urnas duas vezes provoca reações próximas do animalesco em petralhas e puxa-sacos, mas um governo Aécio, Serra ou Alckmin.

"Entreguismo!", "estão doando o BB para os americanos!", "privataria no Banco do Brasil!", "Salvem o que é nosso!" e mais todo o estoque de imbecilidades que só gente de esquerda sabe dizer com aquela cara de quem pronuncia um dos Dez Mandamentos.

Só espero que o PT não apareça de novo em mais uma eleição (2014) com aquele discurso estatista, pseudo-nacionalista e mentiroso de sempre.

Mas tudo bem, sei que estou esperando demais.




É seu direito, obedeça

O Tribunal Regional Eleitoral CONVOCA a população para um recadastramento com registro biométrico e dá um PRAZO após o qual seu título de eleitor vai ser CANCELADO.

A pessoa chega às 11:00 da manhã num lugar QUENTE e LOTADO e encontra uma fila para pegar senha.

O número da sua senha é 900 e pouco, mas os funcionários mau humorados por trabalharem num DOMINGO DE SOL ainda estão lentamente atendendo o 200 e pouco.

Quando dá 13:00, ou seja, já após duas horas de espera, o cidadão resolve sair e dar uma volta ma rua para esperar sua hora de ser atendido, afinal ele TEM que fazer o tal recadastramento, mas na saída é avisado que às 14:00 vão FECHAR O PORTÃO e as pessoas TERÃO que esperar lá dentro, SEM PODER SAIR.

Caso o sujeito fique de saco cheio e vá embora curtir seu Domingo com a família e deixe que CANCELEM seu título de eleitor, afinal não tem mesmo o menor interesse em colaborar com o circo de palhaços e ladrões que é a política, ele não só paga MULTA como não poderá tirar documentos como passaporte, por exemplo, fora varios IMPEDIMENTOS e SANÇÕES, porque sem título de eleitor não votará nas eleições.

Mas chamam isso de DIREITO ao voto.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Máscara do Guy Fawkes inflacionada

Vamos lutar contra o capitalismo e, não, pera.


Cancelamento de assinatura

Cynara Menezes, a "socialista morena", deu chiliquinho no seu blog por causa da contratação do Reinaldo Azevedo e do Demétrio Magnoli como novos colunistas da Folha de São Paulo.

Diz a blogueira que cancelou a assinatura do jornal porque não quer com seu dinheiro "ajudar a pagar gente que me causa vontade de vomitar".

Concordo com a Cynara, é uma droga sustentar gente que nos causa ânsia de vômito.

Sendo assim preciso fazer uma pergunta para a "socialista morena": esses blogueiros chapa branca, essa gente paga com o meu dinheiro através de patrocínios e anúncios de estatais e governos ligados ao PT para elogiar até os discursos bizarros que a Dilma pronuncia, defender bandidos condenados pelo STF e atacar adversários da companheirada, também causam verdadeiras revoluções no meu centro emético.

Como faço para cancelar a assinatura dos impostos que o governo me toma e usa para enfiar no bolso dessa gente?




Organizando por temas

Cada coisa no seu devido lugar.


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Firma reconhecida

Você vive num país onde o cidadão precisa PROVAR antes de qualquer coisa que não é um falsário que falsifica a própria assinatura e fica chateado quando alguém diz que o brasileiro, no geral, não é lá muito honesto?

Faça-me o favor.

Burguêêêêêês!

Fiz uma excursão para a fábrica da Coca-Cola quando era do colégio, isso significa que eu conheço mais uma fábrica por dentro do que o Marx, que além de nunca ter pisado em uma ainda era sustentado pela família da esposa e pelo Engels.


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Público, gratuito, de qualidade

Público, gratuito e de qualidade é tão possível quanto assobiar chupando cana cantando o Rigoletto.

Dúvidas, dúvidas

Qual é mesmo a ocupação da Paula Lavigne?


Os pústulas da "imprensa"

O Brasil dificilmente vai ter um debate político sério e decente enquanto todo mundo achar normal (ou pelo menos não ver nada estranho) no fato do governo federal bancar sites como o 247, Conversa Afiada, etc, etc, muitos dos quais aqui e ali ultrapassam a barreira da civilidade (podem até achar que Veja e o resto da "grande mídia" falem "mentiras", mas nunca vi manchete ou chamada nesses veículos comparando adversários a furúnculos, fezes ou outras escatologias).

Existe liberdade de expressão, claro. Para todos os excessos existe a justiça (não é a toa que volta e meia o Paulo Henrique Amorim é condenado em algum processo), mas o grau de virulência, de agressividade, do absurdo que se lê por ali não é compatível com uma democracia madura ou consolidada.

Trata-se de chavismo, do mais rastaquera possível.

O pior é que é o dinheiro do pagador de impostos via estatais que banca tudo isso.

Se essa gente quisesse passar o dia atirando excrementos nos outros como chimpanzés de zoológico a serviço do lulopetismo às suas expensas já seria terrível, mas seria apenas problema deles.

Passa a ser problema meu quando é com o dinheiro que eu pago em impostos direta e indiretamente.

E é problema seu também.



terça-feira, 22 de outubro de 2013

Vende a mãe

Vendo o leilão do pré-sal descobri que a diferença do PT pro PSDB é que os dois até vendem a mãe, mas o PT aceita vender pelo preço mínimo.

Pública, gratuita, de qualidade, laica e fã do Harry Potter

Na receita marxista, gramscista, paulofreireana de educação entra tudo.

Pública, gratuita, de qualidade e agora LAICA.

Só não entra mesmo aquela coisa ultrapassada de professor dando aula ao invés de doutrinar aluno e aluno com a bunda sentada na cadeira para aprender, ao invés de achar que já sabe tudo do mundo e que só precisa mesmo "mudá-lo".

Não é a toa que o Brasil é um dos últimos lugares na educação.



segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Dilma Kirchner Maduro, mas pode me chamar de Vânia ou Estela ou Vanda



Dilma na TV novamente para dizer ao cidadão o quanto o PT é bom.

Apropriação do público (cadeia nacional de rádio e televisão) para o interesse privado (campanha eleitoreira do PT)?

Que surpresa!

Achei que só gente muito boa tipo a Cristina Kirchner e o Nicolas Maduro fizessem isso.

O ataque das piranhas

Petrobras endividada e coalhada de parasitas em cargos de confiança, pré-sal vendido aos chineses em lance único e pelo preço mínimo, gasolina nas alturas, o pagador de impostos arcando com a conta (6 bilhões da privatização do Campo de Libra virão do pagador de impostos que vai comprar o que já era dele via Petrobras, BNDES ou tesouro nacional). Fora o resto.

Sendo assim não existe melhor imagem para representar isso tudo do que este desenho do grande cartunista Ique.

Dispensa qualquer maior explicação.



Apressado ouve música ruim

Me dá licença para não falar só de política. Sexta-feira, durante alguns acordes do Aerosmith no seu show na Praça da Apoteose, eu pensei em algo que praticamente todo mundo já deve ter pensado no show de um desses "dinossauros" do rock:

- Quem vai tomar o lugar desses caras daqui a umas décadas?

Porque atualmente não vejo uma banda nova que vislumbre a longevidade e a qualidade de gente como o 
próprio Aerosmith, o Whitesnake, Kiss, Clapton, Bowie, Stones, Dylan, Iron Maiden, Morrissey, New Order, Joe Cocker e vários outros (citei gente bem diferente para deixar claro que "qualidade" pode ser gosto pessoal, mas longevidade não).

Claro que nenhuma banda já nasce "veterano". A maioria desse pessoal já foi um iniciante-attention-whore-faz-tudo-pela-fama-até-tocar-em-programa-de-auditório, mas ainda assim já havia ali a qualidade, o toque diferenciado, todo o talento que os levaria através das décadas a serem curtidos por um cara de 20 anos, mas também pelo seu pai e seu avô, que começou a curtir aquilo quando tinha a sua idade.

Quem, atualmente, poderá estar em atividade e lotando arenas daqui a 20 ou 30 anos? No Rock in Rio eu pude perceber isso quando assisti a um show honesto de um tal de Phillip Phillips, um show insosso (a exceção dos gritinhos das fãs) do John Meyer e um showzaço com tudo o que tem direito do Bruce Springsteen, um dos melhores que já assisti até hoje.

Qual o dado curioso? O auge da energia, do profissionalismo, da entrega, do suor, foi de um sessentão que já é também um dinossauro.

Entende o que quero dizer? É tanto ídolo fabricado, tanta carinha bonita cheia de auto-tune nas idéias, tanta atitude sem algo por trás que a justifique, que essa molecada de 20 periga chegar aos 40 gostando só de gente que já passou dos 80, porque a época deles falhou em apresentar seus próprios ícones da música.

Existem algumas poucas exceções (Amy Winehouse era uma dessas), mas a maioria mesmo parece um produto saído de um desses programas estilo Ídolos ou The Voice.

Todo mundo treinado para parecer alguma coisa que deveria parecer.

Perguntem se Johnny Cash precisou treinar.

A música de hoje é o amor antes do amor, a dor antes da dor, a raiva antes da raiva, o ser antes de ser.

Daí que não dura.


sábado, 19 de outubro de 2013

O PT privatiza mal

Quem se espanta com a possibilidade de apenas um concorrente no leilão do campo de Libra, do pré-sal, não deveria se sentir assim.

Pense bem, intervencionismo estatal, aparelhamento de agências reguladoras e demais instâncias do Estado, um sindicalismo arcaico, desrespeito a contratos, carga tributária ensandecida, leis trabalhistas que sobrecarregam o empregador, um péssimo ambiente para os negócios e uma burocracia infernal, fora o modelo de exploração, de partilha (o Estado é o dono do petróleo explorado e repassa uma parte do lucro à empresa exploradora, o que sujeita a atividade ao controle do governo de forma menos transparente) ao invés de concessão (onde o petróleo é da empresa exploradora que paga bônus ao Estado) .

Sem contar o governo do PT, que além de não fazer nada para resolver tudo isso, em 99% das vezes é parte do problema.

Só mesmo estatais de proto-ditaduras como a PDVSA, da Venezuela, é que fazem negócio com esse tipo de gente, e mesmo assim naqueles moldes da refinaria Abreu e Lima, onde o Brasil entrou com o dinheiro e a republiqueta bolivariana com o nome.

Uma espécie de contrato entre companheiros, onde o pagador de impostos brasileiro paga a conta do churrasco na laje.

Não é a toa que poucas empresas sérias quiseram se meter nesse leilão.

Link da notícia: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/10/1359113-governo-teme-que-disputa-do-pre-sal-tenha-so-um-consorcio.shtml






Um pelo menos uma coisa nós dois concordamos

Eu também tenho vergonha dele.


sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Quer se esconder de um estudante de esquerda? Vá para a biblioteca

Sala de aula? Biblioteca? Estágio? Laboratório? Monitoria? Aula de reforço? Debate? Simpósio? Palestra? Colóquio?

Não.

Berreiro, quebra-quebra, ocupação, faixas dizendo a mesma coisa há 40 anos, velharia e entulho marxista, obscurantismo, vagabundagem, prepotência, autoritarismo.

Isso é o universitário brasileiro.

E ainda dizem que é "pela educação" e "pela democracia".

Link da notícia: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1358554-motorista-avanca-com-carro-em-cima-de-alunos-que-fechavam-entrada-da-usp.shtml



Sempre a USP



Mafaldinha ensebada ocupando a USP. Como podem notar, eles nunca falam, só berram.

Não se é esquerdista sem sair por aí mostrando a úvula enquanto protesta contra ou a favor de qualquer coisa, necessariamente do lado que não presta.

O comunismo ilustrado


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Ativismo de sofá

"Melhor isso do que ficar em casa no sofá". 

Vamos parar com essa supervalorização idiota da ação política, um moleque que passe a tarde inteira jogando PlayStation e comendo misto-quente feito pela mãe faz mais bem para a humanidade do que um black bloc.

As madraças da esquerda

Quando olho essas salas de aula pelo Brasil afora imagino uma dessas televisões de cachorro cheias de frangos de padaria.

Não, não acho ninguém apetitoso, mas vejo ali seres abatidos e prontos para serem devorados junto com farofa pelo marxismo.

Servem apenas a uma função: alimentar essa ideologia de esquerda, coitadista, pobrista, ressentida, que tanto atraso trouxe e continua trazendo para o Brasil e o resto da América Latina.

Converse meia hora com um grupo de jovens brasileiros, saídos dessas televisões de cachorro que são as salas de aula, e perceba como até frangos assados conseguem ter mais ou menos o mesmo grau de independência intelectual.

Basicamente tudo o que é "oprimido" (leia-se pobre, sujo, violento, que seja chocante ou fedorento) é enaltecido como algo "bom", que só pessoas "boas" conseguem enxergar a "bondade". O resto, ou seja, a ordem, o asseio, o vernáculo correto (nada de "nós pesca os peixe"), o progresso, é "ruim", "opressor", coisa de gente que não gosta de gente.

Tirar pessoas da miséria não é algo legal. Remover uma favela, ensinar "pretinhos" a tocar violino, "indiazinhas" a falar inglês, dar banho, isso é "higienista". Precisamos respeitar a beleza da ignorância e a poesia da pobreza.

Para que exista a "luta de classes" é preciso ter sempre uma reserva de pobres à mão.

Um shopping é ruim, um amontoado de barracos é lindo. Uma família de classe média é a encarnação de tudo o que é pior no mundo, uma cracolândia ou ajuntamento de mendigos sem banho e piolhentos é a tradução do que é belo. A civilização ocidental precisa ser destruída, culturas obscurantistas são a libertação. A polícia e demais agentes da lei são opressores, grupos narco-terroristas são guerreiros do iluminismo.

Esse pobrismo brasileiro não é nada senão fruto desse sistema educacional formador de idiotas úteis da esquerda farofeira.

O que falta para a educação não é mais dinheiro. É xampu, sabonete, algumas lâminas de barbear, desodorante e um banho de caco de telha.

Por dentro e por fora.




Dúvida cruel

Alguém me ajude, por favor: tirando ser "mulher de", "ex-mulher de", censora de biografias e captadora de recursos da viúva, qual é mesmo a profissão e a ocupação da Paula Lavigne?


Vale quanto pesa

Desculpem a franqueza, mas sabe esse monte de moleque mimado metido a comunista que infesta desde o Ensino Médio até o Ensino Superior?

Sabe essa hegemonia de esquerda que coloca qualquer um à direita da Marilena Chauí como a reencarnação de Hitler?

Sabe essa praga politicamente correta que defende praticamente tudo, desde um assaltante vagabundo que usa uma arma para tomar bens que alguém estava "ostentando" até a obrigação que daqui a pouco você vai ter de achar mulher com cabelo no sovaco e homem com piolho na barba bonito?

Sabe por que o brasileiro médio acha a situação do país uma bosta (qualquer indicador, desde transportes até o custo de vida demonstra isso) mas não consegue associar o fato a quem está no governo, porque o tico e o teco não aprenderam nem mesmo a concatenar duas idéias tão complementares e simples quanto "o Brasil vai mal, o problema é de quem o governa"?

Sabe quem espalha o marxismo farofeiro desde a tenra idade, fazendo com que uma criança que mal aprendeu a escrever já saiba (ainda que subconscientemente) que tudo é culpa da "exploração de uma classe pela outra"?

São professores, meu amigo. Comunistas, esquerdistas, marxistas, gramscistas, doutrinadores que não têm a menor vergonha de usar uma sala de aula como palanque, profissionais que abastecem a esquerda com idiotas úteis há décadas.

Pois é, são esses mesmos profissionais (ou pelo menos a grande maioria deles) que são apresentados por aí praticamente como a reencarnação de algum santo ou ser superior vindo de outro planeta para acabar com todos os problemas da humanidade (quem nunca ouviu a sentença repetida com aquela autoridade que só os idiotas possuem que "a solução é a educação" para resolver tudo, desde a criminalidade, a corrupção e até espinhela caída?).

A educação não precisa de mais dinheiro, precisa é de mais eficiência. Mas pergunte para a maioria desses professores que estão por aí pedindo "mais dignidade na profissão" se eles aceitam mudar mesmo, de verdade, a educação no país, a começar pelo seu próprio corporativismo e pela doutrinação que fazem no lugar de ensinar, servindo como instrumentos de imbecilização e não de iluminação.

Pergunte se querem esquecer Paulo Freire, Marx, Gramsci, o PT, a CUT, o sindicato, a próxima eleição e a luta de classes e se dedicarem a educar de verdade. Deveriam.

Afinal, por mais redundante que pareça sob todos os aspectos, a solução para acabar com o problema da educação é a educação.



quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Filhos da PUC

PUC-Rio.

Mensalidades na casa dos milhares de reais, estacionamento cheio de modelos do ano, smartphones brotando mais do que dinheiro em cueca de petista, filhotes de famílias burguesas dourados pelo sol e criados que nem poodles de madame, mas ora bolas, abaixo o capitalismo!

Porque na Zona Sul do Rio de Janeiro se você não fingir que é de esquerda não come ninguém e nem te chamam pra rodinha de baseado ou pra mesa do chopp no boteco.

Não é a toa a decadência da cidade, que a cada 10 anos retrocede uns 20.



O cara pintada e o pastor

Qual o melhor comentário para essa foto?

( ) Acende uma vela pro diabo e outra pro diabo
( ) Silas, quem diria, acabou no colo de um petralha
( ) Lindbergh Farias, ex-UNE, ex-cara-pintada, ex-celente sem vergonha
( ) O Rio de Janeiro não precisa de black blocs para ser destruído de vez
( ) No Rio já tem Sérgio Cabral, Crivella e Garotinho, a Paraíba não precisava ter exportado um político da mesma qualidade e ética que eles como o Lindberg para lá
( ) Jesus não frequentaria esse culto
( ) Como o apoio do Malafaia ajudou muito o Serra em 2010 e 2012, pelo menos isso é um bom prenúncio para os cariocas e fluminenses



terça-feira, 15 de outubro de 2013

Ninjapple

Frase recorrente nas transmissões ao vivo desses "repórteres ninjas": 

- Alguém tem carregador para iPhone aí?

E abaixo o capitalismo! (Risos).



segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Uma grande diferença

Esquerda é um conjunto de bandeiras. Direita é um conjunto de bons sensos.




Cadê a direita, minha gente?

Pesquisa do Datafolha revela: 49% dos brasileiros são de direita ou centro-direita, enquanto 30% são de esquerda (curiosamente a mesma porcentagem de votos cativa do lulopetismo e seus satélites).

A pesquisa agrupou as pessoas por valores sociais, políticos e culturais, como a influência da religião, opinião em relação à pena de morte, entendimento sobre as causas da criminalidade, entre outros, determinando, por exemplo, que a opção por punições mais severas para criminosos é uma posição "de direita".

Para se ter uma idéia, 48% dos entrevistados responderam que sindicatos servem mais para fazer política do que para defender os trabalhadores.

O que isso quer dizer? Simples: que nosso quadro partidário, sem um único partido sequer assumidamente de direita, é uma vergonha.

Que cada vez que um político com claras posturas liberais e conservadoras abre a boca para se dizer "de esquerda", ele próprio abre mão de representar um vasto contingente de pessoas que vaga por aí, votando sempre no "menos pior", porque não há quem os represente.

O caminho pela esquerda, como mostra a pesquisa, está tomado completamente pelo PT. Suas políticas sociais fajutas e seus braços sindicais tornam impossível que qualquer outro prospere por esta via.

No entanto 49% dos brasileiros estão aí esperando alguém que vire o volante, faça uma curva à direita e passe a dialogar com eles, chamá-los para debater as questões do país sob a ótica liberal-conservadora e assim livre o Brasil desta praga que é o marxismo farofeiro e o lulopetismo, seu filhote analfabeto funcional.

O caminho está aí, a estrada possui excelentes condições e não tem nenhum tráfego, falta o carro e o piloto.

E, claro, falta coragem.

Link da notícia: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/pesquisa-datafolha-direita-e-centro-direita-sao-a-maioria-relativa-no-brasil-mas-nao-tem-em-quem-votar/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ReinaldoAzevedo+%28Reinaldo+Azevedo%29



A Venezuela é logo ali

Milícias do ódio na internet e na rua, perseguição a opositores, emparedamento de partidos contrários ao situacionismo, utilização da justiça para ameaçar quem faz denúncias, defesa da censura, bandos espalhando o terror no campo, projetos de perpetuação no poder, compra de bases parlamentares, aparelhamento do Estado, transformação da Suprema Corte do país em extensão do partido, uso de recursospúblicos para enganar multidões e subverter o resultado de eleições.

Transformação da política não em instrumento de disputa ideológica e programática, mas em exercício do ódio e da divisão.

O Brasil hoje vive o que a Venezuela viveu há mais ou menos uma década.

Resta saber se daqui a outra década estará onde a Venezuela está hoje, com um presidente pedindo a um Congresso alugado e submisso plenos poderes para governar por decreto como um ditador cesarista.

Engana-se quem pensa que o Brasil não corre esse risco.



Loja do PT

E a loja oficial do Partido dos "Trabalhadores" (seu garçom, com aspas, por favor), tira dinheiro dos seguidores da seita vendendo pela módica quantia de R$39,90 um adesivo do Che Guevara para enfeitar iPhones.

É isso mesmo que você leu: PT + adesivo do Che Guevara + iPhone.

Senhoras e senhores, contemplem o ridículo em todo o seu esplendor (e nunca mais permitam que um petralha fale em "teoria da conspiração" quando você mencionar coisas como Foro de São Paulo, comunismo ou cubanização).

Link da pechincha (a foto está aí só para o caso de apagarem): http://www.lojinhadoptsp.com.br/destaques/adesivo-che-para-iphone-4-e-4s.html

Nessa aqui o "herói" fuma charuto: http://www.lojinhadoptsp.com.br/destaques/adesivo-che-charuto-para-apple-iphone-4.html




domingo, 13 de outubro de 2013

O ladrão de moto

Um ladrão de moto foi impedido de fugir a tiros por um policial. Como sempre surgiram os defensores dos "direitos humanos", prontos para sentir pena de qualquer coisa que não preste.

Marx dizia que uma cadeira não é apenas uma cadeira. Não é só madeira, pregos, cola, mas sim horas de trabalho.

Uma cadeira, poeticamente regurgitam seus seguidores, tem vida humana contida.

Quem compra uma moto, trabalha horas para juntar dinheiro, pagar prestações, pagar impostos, combustível. Logo, existe, sim, vida em uma propriedade de alguém.

Note que não sou eu que digo, é o "grande" Marx.

Sendo assim, não sinta pena por assaltantes, não pergunte o que passaram para chegar até ali, não interessa. Qualquer um que roube qualquer outra coisa que não seja comida não é um necessitado, mas um marginal puro e simples.

Tudo o que preservar o inocente é bem vindo. Tudo.

O que interessa somente é a vida das vítimas, inclusive a que está contida nas suas propriedades. Nada mais.

Link da notícia:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1356079-vitima-filma-roubo-e-mostra-pm-atirando-em-ladrao-na-zona-leste-de-sp.shtml

sábado, 12 de outubro de 2013

Esquerdista consciente

"Dentre todas as tiranias, uma tirania exercida pelo bem de suas vítimas talvez seja a mais opressiva. Pode ser melhor viver sob um ditador desonesto do que sob onipotentes cruzadores da moralidade. A crueldade do ditador desonesto às vezes pode se acomodar, em algum ponto sua cobiça pode ser saciada; mas aqueles que nos atormentam para o nosso próprio bem irão nos atormentar indefinidamente, pois eles assim o fazem com a aprovação de suas próprias consciências."

C. S. Lewis

Pouca coisa retrata melhor o "esquerdista consciente", o politicamente correto e a escumalha que acredita lutar por um "mundo melhor" do que essa frase.



Roberto Carlos e a máfia do dendê

Máfia do Dendê, Roberto Carlos e mais um monte de patetas defendendo a censura prévia no Brasil.

Sim, porque para os casos excepcionais existe a lei. Calúnia, difamação, danos morais. Para isso a justiça deve ser célere e ter a mão pesada.

O resto deve ser público no que diz respeito a uma vida tornada pública pela notoriedade (na maioria das vezes perseguida avidamente).

Óbvio que não podemos transformar uma biografia num ataque à honra do biografado, mas o que estamos vendo aqui é abuso de poder, uso e abuso de influência por parte de gente que ficou famosinha inclusive "lutando contra a ditadura" e que hoje faz igual.

Não dá para dizer que um país é democrático e só liberar a publicação de hagiografias. Ainda por cima remunerando o biografado. Como assim? Vamos criar as biografias de programa?

Em todo caso, a charge que acompanha esse texto já cuida do assunto melhor do que qualquer explicação mais longa.

(Em tempo: fui procurar saber quem fazia parte do tal "Procure Saber", que luta por essas biografias de programa, e, valham-me os céus, 90% é só gente chaaaaaaaata).



sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Boneco de montar

Casaco da Puma, tênis da Nike, usuário de rede social.

Quais outros ítens você acha que fazem parte do "show" do garotão?

( ) Smartphone comprado a preço de ouro 
( ) Viagem nas férias
( ) Pai médico e mãe advogada
( ) Entusiasta da marcha da maconha
( ) Pagou dois salários mínimos na última tatuagem
( ) Curte um RedBull no "findi"
( ) Estuda em Federal mas passa o dia jogando sueca
( ) Nunca enfrentou um horário de expediente na vida
( ) Chama a empregada de "secretária do lar"
( ) Acha que tudo é "homofobia"
( ) Vai na "marcha das vadias" carregando um cartaz com a inscrição "homem feminista"
( ) Fala mal da burguesia (família de classe média alta)
( ) Cita Marx (pegou as frases num livro de citações)
( ) Defende a poligamia (terminou com a namorada por ciúme do primo dela)
( ) Odeia Tucanos
( ) Detesta o "PIG"
( ) Só lê "mídia alternativa" (sustentada com dinheiro de estatais)
( ) Defende cotas já
( ) Odeia os Estados Unidos (já foi na Disney)
( ) Não lê a Veja para não se "contaminar com direitismo"
( ) Passa a tarde fumando maconha no DCE e jogando videogame
( ) Já trocou o sobrenome para Guarani-Kaiowá
( ) Acha o Bolsa Família a maior obra social da história
( ) Filiado ao PSTU (não vai nas reuniões para não faltar as aulas de inglês)
( ) Diz que a direita explorou o Brasil por "500 anos"
( ) Odeia multinacionais (toma frappuccino no Starbucks)
( ) Jura que o Mensalão é um golpe da "direita"
( ) Combina manifestação pelo Whatsapp
( ) Curte MPB, especialmente Chico Buarque
( ) Adora "arte urbana" (não entende porra nenhuma)
( ) Curte um grafite
( ) Anda de skate (só domingo no calçadão)
( ) Se diz anarquista
( ) Debate a fome na África durante o rodízio de pizzas com a turma da aula de francês
( ) Se preocupa com as condições de trabalho na China (tem um iPhone produzido na China)
( ) Militante 24x7x365 (menos na hora de curtir uma praia no Posto 9 ou em Maresias)
( ) Alternativo e de esquerda (só compra roupa em Ipanema ou na Oscar Freire)

Marque as alternativas que você acha possíveis e sugira mais algumas, é sempre legal se divertir as custas de um esquerdista caricato.



Oi, essa aqui é a coerência

Apresente a coerência para um esquerdista e ele sairá correndo sem dizer nem oi.




quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Lição de mestre

Vamos simplificar essa manchete, eliminando ruídos e chegando ao que interessa: um sindicato, não em uma declaração intempestiva motivada pela emoção, mas num comunicado oficial debatido e votado, declara apoio a um bando de marginais que incendeiam ônibus, depredam patrimônio, saqueiam lojas e tentam invadir casas legislativas.

Tudo isso depois do presidente do PT, Rui Falcão, dizer que "em 2013 o bicho vai pegar".

Notem que muitos sindicatos (não este em questão, mas outros envolvidos com essa greve) são filiados à CUT, que é o braço sindical do PT, que através de seus outros braços em "movimentos sociais" está insuflando direta ou indiretamente essa baderna diária nas ruas, com objetivo de influenciar as eleições de 2014 em estados-chave.

Não estou agora aqui afirmando, apenas conjecturando o que parece ser a formação de uma milícia urbana no Brasil.

Inocentes e canalhas dirão que "black bloc é uma tática e não um grupo", mas quando sempre os mesmos usam a mesma tática, sim, torna-se um grupo.

Mas sigamos.

Essa gente ensina métodos de guerrilha urbana na internet. Essa gente apoia a violência e a supressão do contrário na base da violência sem a menor cerimônia. Essa gente está dominando os espaços de manifestação, que sempre terminam como palco de quebra-quebras e confrontos violentos com a polícia.

Quem garante que amanhã ou depois esses mesmos sindicatos que agora dão apoio moral aos marginais, não acharão por bem financiá-los com parte do gordo dinheiro que tomam do pagador de impostos?

Quem garante que amanhã ou depois não veremos o surgimento de algo como as FARC, o MST ou mesmo outros grupos terroristas como Sendero Luminoso ou as Brigadas Vermelhas no Brasil?

Óbvio que existem particularidades em cada um destes, diferenças, nuances, mas todos têm algo em comum: o desprezo pela "sociedade burguesa", pelo "sistema capitalista", pela democracia representativa e a defesa do uso da violência nessa "luta de classes".

Na Venezuela grupos armados pelo chavismo atiram em opositores no meio da rua, sob olhares complacentes da polícia.

Quem já começou trazendo os mesmos cubanos que foram fazer proselitismo ideológico na república bolivariana para o Brasil, quem defende a censura e o "controle da mídia" e da internet, quem aparelha o Estado e persegue opositores no campo pessoal e não ideológico, quem procura sempre destruir vidas e reputações, quem não esconde o sonho de se perpetuar no poder, muito bem pode fazer uso deste tipo de expediente para avançar mais um passo rumo ao totalitarismo.

Não custa nada colocar as barbas de molho contra esses marginais travestidos de defensores do povo contra a "violência policial".

Porque esse tipo de "defesa do povo" foi a responsável pelas maiores atrocidades no decorrer da história.



quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Cadê a coerência, minha gente?

Curioso, por esse plano de cargos e salários, os professores do Rio de Janeiro vão ganhar bem mais (umas dez vezes) do que o Fidel vai repassar para os escravos cubanos que vieram fazer proselitismo para o PT no "Mais Médicos", e não vi um sindicato ir contra isso, pelo contrário, a pelegada aplaudiu de pé, foram até receber os "médicos" com aplausos e gritos de "viva o socialismo!" no aeroporto.

É a mesma coisa com esses sindicatos reclamando de "precarização" quando acontece uma terceirização (direitos trabalhistas todos preservados, só que sem a famigerada "estabilidade") mas achando normal que um ditador comunista trafique pessoas para republiquetas bolivarianas ou proto-bolivarianas, como é o caso do Brasil.

Definitivamente coerência dá alergia em esquerdista.



Da série "as catacumbas de um cérebro baldio"

Receber essas pérolas de eloquência e organização do raciocínio só me fazem ter cada vez mais esperanças no futuro desse país.

Mas do avesso.




terça-feira, 8 de outubro de 2013

Bandeirantes

Desbravaram o sertão, desenharam o mapa do Brasil quase totalmente como ele é hoje, buscaram riquezas, abriram trilhas, construíram postos, ocuparam o território, deram origem a várias cidades.

Se embrenharam num matagal de dimensões continentais e fizeram, entre erros e acertos, a sua parte para que este se tornasse um país.

Não viveram para ver a Era da Mediocridade criar imbecis cevados a leite com pêra e idiotizados pelo marxismo cultural, cabeças-oca que acham uma boa idéia vandalizar monumentos e escarrar na própria história.

Link da notícia: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/10/na-rota-dos-protestos-monumento-bandeiras-vira-alvo-de-pichacoes.html



Nem precisa dizer mais nada


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Lá vem a revolução

"Quebra tudo! É a revolução!", gritam (eles nunca falam, só gritam) os entusiastas da baderna carioca.

Ninguém precisa de muito estudo ou erudição para saber que QUEIMAR ÔNIBUS não resolve o problema da EDUCAÇÃO.

Mas infelizmente os cabeças-ocas doutrinados por marxistas farofeiros desde o Ensino Médio não possuem sequer ferramentas para entender algo tão simplório. Os espertos (no pior sentido da palavra) ainda sabem porque realmente fazem isso, mas os idiotas (a maioria) são só massa de manobra feliz e bovina mesmo.

O primeiro bem que o indivíduo tem é o seu corpo, a sua individualidade.

Gente que relativiza a propriedade, que acha normal "quebrar tudo", inclusive BANCAS DE JORNAL, porque aquela propriedade não é "nada" perante o "bem maior", não é capaz de respeitar o outro nem em sua propriedade primeira, que é o seu corpo.

Por isso quando podem eles matam, perseguem, torturam. Tudo por "um mundo melhor".

E o que vi hoje, em mais um dia em que falanges do ódio depredaram lojas e veículos no centro do Rio de Janeiro, foi um sujeito de "esquerda" declarar, com olho rútilo e baba bovina, o seguinte: "seus dias de fartura estão contados!"

Note como esquerdopata é uma raça curiosa e geralmente uniforme (no pior sentido do termo), praticamente todos trazem em si esse ressentimento.

Veja que o rapaz não disse "nossos dias de fartura começarão", mas "SEUS dias de fartura estão contados".

Preferem que outros percam do que eles ganhem.

Mas não é de se espantar que sejam assim, todos, em maior ou menor grau, seguem a teoria de um sujeito que era sustentado pela família da esposa e por um amigo, um perdulário que sentia ódio de quem lhe cobrava as dívidas, um ressentido, falsificador, mitômano.

Como alguém poderia seguir isso e não ser espelho, ainda que embaçado, do "mestre"?

O marxismo, antes de tudo, é um veículo para o ressentimento.

E o que acontece no Rio é isso.

Uma "onda revolucionária" que não tem nada a ver com as demandas que usa como desculpa. É gente insatisfeita com resultados eleitorais passados e interessada em influenciar resultados eleitorais futuros.

Se você reclama do serviço e do preço do metrô, vai lá e incendeia algumas estações (argentinos fazem isso de vez em quando e eu mesmo acho que existe explicação para isso), você está agindo coerentemente com a sua demanda.

Pode-se criticar o método, mas jamais a coerência. Metrô-ruim-vou-lá-e-quebro-o-metrô.

Mas protestar contra os "20 centavos" e SAQUEAR uma loja de CHOCOLATES ou protestar "pela educação" e ESPALHAR LIXO na rua, é BURRICE.

Não dá pra levar a sério, apenas temer, porque muitas páginas negras da humanidade começaram a ser escritas com a juventude cabeça-oca (e quase sempre o é) nas ruas, tentando mudar o mundo e efetivamente mudando, só que para pior.



Guerra dos mundos

"Vamos incendiar esse ônibus em defesa da educação". Explica pra um alienígena agora porque a espécie dele não deveria pulverizar o Brasil.


domingo, 6 de outubro de 2013

O "movimento gay" (bem) desenhado

Jean Wyllys vai processar.


Todos contra o PT

Muita gente anda questionando a aliança entre Eduardo Campos e Marina Silva, que eu comemorei ontem aqui como uma vitória do Brasil que presta sobre os parasitas do PT.

Não me entendam mal: nenhum dos dois sequer chega perto do que eu considero ideal para ser presidente, não me imagino votando com entusiasmo num partido "socialista", por menos socialista que este PSB seja.

Ano que vem votarei em Aécio Neves para presidente caso ele saia mesmo candidato. Considero que seu perfil e as pessoas com as quais se cerca apresentam a melhor visão possível para governar o Brasil e nos tirar do atoleiro petista.

Mas note bem a palavra "possível" ali em cima. É isso mesmo. Não existe em nossa política nenhum nome que se aproxime do que eu considero ideal.

Minha política ideal se chama Angela Dorothea Merkel. Assim como seria Margaret Hilda Thatcher ou Ronald Wilson Reagan. Dois deles já não estão entre nós e uma, para infortúnio dos brasileiros, não nasceu em nenhuma cidade do Patropi, mas na Alemanha Oriental.

Como não posso votar em nenhum deles, poderia recorrer a alguns caminhos, a saber:

1) Passar a vida me lamentando (isso eu até faço).

2) Tentar, a partir de conversas e debates, convencer o maior número possível de pessoas de que precisamos de uma alternativa liberal e conservadora por aqui (isso eu também faço diariamente).

3) Me negar a votar em qualquer um que não seja Angela Merkel ou parecido com ela e deixar o PT por aí malversando das mais diversas formas o dinheiro que eu pago em impostos.

4) Escolher alternativas possíveis e ter em mente que, antes de qualquer coisa, temos que remover esses carrapatos de Brasília.

E é aí que eu chego no meu entusiasmo - tímido, comedido, resignado como se fosse possível um entusiasmo resignado - com a aliança entre o PSB e a Rede.

Não votarei neles tendo como alternativa o senador Aécio Neves. Não votaria nele caso tivesse como alternativa Ronald, Margaret ou Angela.

Mas votarei em qualquer um que possa representar a queda do PT do poder.

Não sei, sinceramente, se o Brasil suporta mais quatro anos dessa gente no poder. Não sei se nossa democracia resiste a este ataque chavista cada vez mais forte.

A União Soviética caiu a partir de uma fissura dentro de seu partido dominante. O lulopetismo talvez só caia a partir de uma fissura na sua base alugada.

Eduardo Campos ou Marina Silva ou Aécio Neves (este da oposição tímida, mas legítima) não parecem ter aspirações e nem terão tempo para consolidar um projeto hegemônico de poder.

O PT tem.

É contra ISSO que vocês têm que lutar.

O resto a gente vê depois.