quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Cadê a coerência, minha gente?

Curioso, por esse plano de cargos e salários, os professores do Rio de Janeiro vão ganhar bem mais (umas dez vezes) do que o Fidel vai repassar para os escravos cubanos que vieram fazer proselitismo para o PT no "Mais Médicos", e não vi um sindicato ir contra isso, pelo contrário, a pelegada aplaudiu de pé, foram até receber os "médicos" com aplausos e gritos de "viva o socialismo!" no aeroporto.

É a mesma coisa com esses sindicatos reclamando de "precarização" quando acontece uma terceirização (direitos trabalhistas todos preservados, só que sem a famigerada "estabilidade") mas achando normal que um ditador comunista trafique pessoas para republiquetas bolivarianas ou proto-bolivarianas, como é o caso do Brasil.

Definitivamente coerência dá alergia em esquerdista.



0 Comentários