terça-feira, 1 de outubro de 2013

Concorde ou cale-se

Parece que eu só faço para pegar no pé, mas não tem jeito, esse tipo de coisa precisa ser denunciada o tempo todo senão o marxismo cultural nos vence pelo cansaço.

Uma notícia na página do Facebook da revista Veja dando conta da negativa da Rússia em conceder um visto para a cantora Selena Gomez por conta de seu apoio entusiasmado à "causa gay" foi a senha para mais uma demonstração do teor autoritário e truculento da Gaystapo.

Para quem não sabe, na Rússia é proibido por lei realizar "passeatas (micaretas) gays" e qualquer tipo de ativismo sobre o tema.

Ao ler a notícia, um seguidor do perfil da revista resolveu declarar seu apoio à medida das autoridades russas. Detalhe: o rapaz é negro e evangélico.

Foi o que bastou para receber uma saraivada de ofensas, injúrias e - oh, que novidade em se tratando da Gaystapo - ser acusado de ser "gay enrustido".

Funciona assim: os militantes sectários dessa causa cada vez mais antipática (e não são todos os gays, não são sequer a maioria) têm tanto orgulho do que são que usam isso para atacar os outros como se fosse uma grande ofensa.

Pois bem, expressões como "religiosinho fanático", "preto preconceituoso", "tem o ânus preto e ainda é homofóbico", "c* preto lá não tem vez", "cotista imbecil" e ainda "agora entendo porque alguns amigos que preferem ver os negros no elevador de serviço" foram usadas ali sem que houvesse uma ÚNICA denúncia sequer em "blogs progressistas" ou páginas de "entidades afro".

Talvez porque todos façam parte da mesma caterva de marxistas farofeiros, vai saber.

Mas o fato é um só, a "militância gay" deixa bem claro nas redes sociais que ninguém está a salvo de sua virulência, que eles não conhecem limites para calar opositores e que a divergência às suas opiniões não será jamais tolerada.

Tudo isso é fruto desse ambiente pesado que está sendo construído há anos progressivamente nas TVs, jornais, revistas, rádios e na internet, através de jornalistas, personalidades e artistas "engajados".

Democracia para essa gente parece que se resume à uma só regra: concorde ou cale-se.

Não precisa acreditar em mim, o link está aqui e a conversa inteira pode ser lida lá (tomem um anti-emético antes): https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151687188055617&set=a.437129710616.201723.109597815616&type=1&comment_id=10941318&offset=0&total_comments=613



 (clique na imagem para ampliar)



0 Comentários