quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Quem paga a "montagem" do transformista virtual?

Dilma Bolada, a famosa personagem fictícia da presidente da República, encontra-se agora com a verdadeira Dilma para uma entrevista. A agenda era esperada por Jeferson Monteiro, autor da versão virtual da petista. A presidente real aproveitou a reunião com o internauta para resgatar seu perfil no Twitter, desativada desde 2010.

Fonte: Folha de São Paulo 

Várias perguntas se fazem necessárias nesse caso, mas destacaria apenas três:

1) Quem pagou as despesas de viagem para que este cidadão fosse até Brasília gerar buzz na internet e no noticiário para a presidente?

2) Um Twitter (o oficial) criado para fazer ativismo virtual eleitoreiro em 2010, abandonado em 2010, retomado em 2013 às vésperas do início de uma nova campanha, será que essa gente não tem nem vergonha para disfarçar ou pensa que todos são idiotas e acreditam na conectividade, no fácil acesso e na simpatia da presidente?

3) O tal "Dilma Bolada" (um traveco virtual), difama e mente sobre adversários do PT, tudo naquele tom de piadinha inocente mas sempre reverberando o conteúdo ditado pelo Rui Falcão e replicado pela esgotosfera governista na internet, dito isto e vendo este encontro, quem agora pode dizer que Dilma Rousseff não só sabe como apoia tudo o que a rede de difamação petista faz na internet?

Isso para não questionar quem sustenta toda essa canalha que não tem outra função senão a de espalhar mentiras, distorções e ofensas a adversários e desafetos do partido.

Deixo espaço para que cada um de vocês medite sobre as (fáceis) respostas.



0 Comentários