terça-feira, 27 de agosto de 2013

Che, o racista - Publicado originalmente em 27 de agosto de 2013

Adivinhem de quem são estas frases:

“Os negros, os mesmos magníficos exemplares da raça africana que mantiveram sua pureza racial graças ao pouco apego que têm ao banho, viram seu território invadido por um novo tipo de escravo: o português [...] O desprezo e a pobreza os unem na luta cotidiana, mas o modo diferente de encarar a vida os separa completamente; o negro indolente e sonhador gasta seu dinheirinho em qualquer frivolidade ou diversão, ao passo que o europeu tem uma tradição de trabalho e de economia que o persegue até estas paragens da América e o leva a progredir”

“Fiquei do lado de fora com Socorro, uma negrita [neguinha] que eu tinha arranjado, com 16 anos no lombo e mais puta do que uma galinha.”

“Nós faremos por negros e mulatos exatamente o que eles fizeram pela revolução, ou seja: nada”.

"(...) não vá se vestir de índio, porque você não é índio, e diga a Villegas que ele não pode ir com você porque é preto e para onde nós vamos não há pretos.”

( ) Médico brasileiro protestando contra a vinda de cubanos

( ) Senhora de classe média viciada em Martini e Rivotril, esposa de um advogado e que trata sua assessora do lar por "empregada"

( ) Skinhead neonazista de São Paulo que espanca gays nas horas vagas

( ) Leôncio, o dono da escrava Isaura

( ) Ernesto "Che" Guevara

Ganha uma camiseta com a inscrição "Viva La Revolución", um charuto e um mojito quem acertar esta. 




0 Comentários