sábado, 8 de março de 2014

Da série "As catacumbas de um cérebro baldio"

Você faz o vestibular mais concorrido do país, cursa uma das faculdades com o maior nível de exigência, passa de 7 a 10 anos até que consiga trabalhar, acorda, sai de casa, vai para um hospital sem a menor infra-estrutura atender rencas de pessoas que nem precisariam estar ali caso existisse saúde preventiva, saneamento básico, educação em higiene, postos de saúde funcionando.

E mais. Faltam equipamentos, medicamentos, seu salário, por maior que seja, não chega perto de vereadores, deputados ou senadores que a rigor só roubam o país e infernizam sua vida.

Mas apesar de tudo isso você tem que trabalhar em péssimas condições, receber tostões e ainda ser agradecido, porque, afinal, medicina "não é pela porra do dinheiro".

Sinceramente, de onde saem esses zumbis?



0 Comentários