terça-feira, 1 de outubro de 2013

Não sejamos ingênuos

Vamos ser honestos? Aquele tipo de honestidade que só costumamos exibir quando fingimos que damos entrevista pro Jô tomando banho?

Todo mundo concorda que os professores merecem um salário melhor, condições de trabalho dignas e que a educação precisa ser levada a sério.

Não é possível que profissionais de educação sejam agredidos no seu trabalho, tanto por alunos delinquentes, quanto pelo contra-cheque no final do mês. Fora a estrutura da qual dispõem.

Mas alguém mesmo acredita que a tal Mídia Ninja, Black Blocs, DCEs, partidos de esquerda, et caterva, as mesmas pessoas que estavam berrando (eles nunca falam, só berram) pelo passe livre ou contra alguma privatização-bicho-papão qualquer, se importam com os professores mais do que se importam com a "Aldeia" Maracanã, os "20 centavos" ou "Onde está o Amarildo?"?

Essas todas são causas (algumas justas, outras não) sequestradas para que essa gente ponha suas bandeiras na rua e lute pela "revolução".

Não fosse assim, me respondam: em QUÊ vandalizar agências bancárias e saquear lojas ajuda nas reivindicações dos professores?

Não sejamos ingênuos, porque essa gente não é nem um pouco.




0 Comentários