quinta-feira, 15 de agosto de 2013

O esquerdismo é uma bad trip - Publicado originalmente em 15 de agosto de 2013

Cara escondida, máscara anti-gás, mochila cheia de pedras, pedaço de pau na mão, quebrando tudo que vê pela frente, berrando e assustando as pessoas que vão para o trabalho ou voltam para casa.

Mas tudo, obviamente, "sem violência".

Ontem no Catete um monte de playboys (porque um sujeito com iPhone, tênis de marca, casaco da Adidas, costas quentes e advogados da OaB a tira-colo, só pode ser playboy) passava gritando e quebrando tudo.

O povão? Sabe o povão, aquele pessoal que trabalha em balcão de lanchonete, de farmácia? O tal proletário que eles dizem querer cuidar tão bem.

Pois é, estes ou diziam que a PM tinha que baixar o pau nos "vândalos" ou então (as meninas) choravam de MEDO.

Nossa, é assim que se consegue apoio para uma "causa", não? Não.

Mas quem disse que eles precisam de apoio? Eles querem é tomar as cidades como reféns, botar medo e ganhar as coisas no grito.

Nada, aliás, muito diferente do que essa droga cheia de bad trip chamada esquerdismo fez até hoje.




0 Comentários