domingo, 13 de outubro de 2013

O ladrão de moto

Um ladrão de moto foi impedido de fugir a tiros por um policial. Como sempre surgiram os defensores dos "direitos humanos", prontos para sentir pena de qualquer coisa que não preste.

Marx dizia que uma cadeira não é apenas uma cadeira. Não é só madeira, pregos, cola, mas sim horas de trabalho.

Uma cadeira, poeticamente regurgitam seus seguidores, tem vida humana contida.

Quem compra uma moto, trabalha horas para juntar dinheiro, pagar prestações, pagar impostos, combustível. Logo, existe, sim, vida em uma propriedade de alguém.

Note que não sou eu que digo, é o "grande" Marx.

Sendo assim, não sinta pena por assaltantes, não pergunte o que passaram para chegar até ali, não interessa. Qualquer um que roube qualquer outra coisa que não seja comida não é um necessitado, mas um marginal puro e simples.

Tudo o que preservar o inocente é bem vindo. Tudo.

O que interessa somente é a vida das vítimas, inclusive a que está contida nas suas propriedades. Nada mais.

Link da notícia:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1356079-vitima-filma-roubo-e-mostra-pm-atirando-em-ladrao-na-zona-leste-de-sp.shtml
0 Comentários