sábado, 17 de agosto de 2013

O ataque à família "tradicional" - Publicado originalmente em 17 de agosto de 2013

O Paulo Eduardo Martins e o Rodrigo Constantino já falaram muito melhor do que eu poderia falar sobre o Globo Repórter de hoje, mas uma breve descrição do programa poderia ser mais ou menos assim:

Casar homem com homem, mulher com mulher, homem com homens, mulheres com mulheres, homens com mulheres (uma só ou várias), mulheres com homens (um só ou vários), ETs com coelhos, cabras com galos, sereias com o Capitão Gancho, gatos angorás com pastoras alemãs , tudo isso e vice-versa é muito lindo, perfeito, é a tradução do bom e do belo.

Homem com mulher e um ou dois filhos não. Isso é careta (enquanto não transformarem em errado, por ser tão sem graça).

São "famílias tradicionais", com "papéis tradicionais estáveis", um "modelo considerado superior" que impacta a sociedade de "forma prejudicial". Um modelo "gerador de discriminação".

Uma família tem sim, várias configurações. Todas aceitáveis, todas verdadeiras, todas respeitáveis.

Mas o que se assiste hoje não é exercício e nem ensino de tolerância, é propaganda deslavada.

E ainda dizem que não existe marxismo cultural.

Link para um dos seguimentos do programa (filtre o discurso bonzinho): http://g1.globo.com/globo-reporter/videos/v/v/2764304/
0 Comentários