terça-feira, 3 de setembro de 2013

A companheira Dilma quer fechar empresas por decreto - Publicado originalmente em 3 de setembro de 2013

Dilma quer fechar empresas por decreto, seriam bancos, empresas de telefonia e de internet. Teoricamente até o Facebook e o Google poderiam ser vítimas. Nossa, como ninguém pensou nisso antes?

A China já chegou primeiro.

Sinceramente não sei qual é o medo de "espionagem". Quem seria louco de copiar lixos como o PAC (obras mal feitas, atrasadas e superfaturadas), o Minha Casa Minha Vida (tudo desabando antes mesmo de inaugurar), o Bolsa Artista Camarada ou o Mais Escravos Cubanos?

Se o medo for sabotagem, só pode ser brincadeira. O que um americano poderia fazer para tornar ainda pior o show de incompetência do pior ministério da história do Brasil comandado por um neurônio solitário?

Esse tipo de declaração só presta mesmo para uma coisa: mostrar que o que o PT tem de incompetente, tem de autoritário.

Para quem duvida da cubanização do Brasil, segue mais uma evidência e um aviso: ditaduras não são anunciadas no Jornal Nacional, elas vão acontecendo passo a passo.

Ameaçar fechar empresas de internet por decreto, não interessa a razão, é apenas mais um desses passos.

Preste atenção neste trecho da reportagem:

"Além disso, o governo brasileiro quer obrigar os sites estrangeiros a armazenarem os dados de utilizadores no Brasil e não no exterior".

Isso basicamente quer dizer o seguinte: qualquer juiz de primeira instância, amigo do PT, pode mandar levantar dados de um usuário de internet que esteja "falando demais", sob a desculpa de "averiguar espionagem".

Mas esqueça "espionagem", o propósito é outro. A estas empresas foi dado o aviso: não me contrariem.

Link da notícia: http://expresso.sapo.pt/brasil-quer-fechar-empresas-cumplices-de-espionagem=f828745
0 Comentários