quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Vandalismo só em dia útil - Publicado originalmente em 28 de agosto de 2013

Todo dia (útil, esclareça-se, porque a revolução tira folga semanal) essas pessoas vão para a rua perambular a madrugada inteira quebrando coisas, enfrentando a polícia e depois fazendo shows de vedete para as câmeras do "mídia ninja".

Nenhum deles fala de mensalão, nenhum deles fala do aparelhamento do Estado, nenhum deles fala da economia claudicante, nenhum deles fala coisa com coisa.

São "contra o sistema". Só. Não se sabe se esse sistema é o Mac OS, o Windows, o Android, o Linux, nem se é o sistema solar ou o sistema ABNT. Eles querem que algum sistema caia. Só.

De que jeito? Vagando, acampando, depredando o patrimônio alheio (até um táxi foi usado como barricada).

Qualquer causa que esteja à mão, eles abraçam. Professores em greve, bombeiros sublevados (com razão), índios de araque querendo ocupar um espaço ao lado do Maracanã. Qualquer causa e qualquer coisa serve.

A população? Que se dane.

A maioria já não simpatiza mesmo com a (péssima) PM. A minoria quer é ver o circo pegar fogo.

Será que sobra alguém com juízo? Ah, esses vivem por aí, pregando no deserto. Seja na internet, numa fila de ônibus, numa reunião de família, numa mesa de bar.

Mas parecem estar cada vez em menor quantidade, a Era da Mediocridade está evando todos ao desespero.

Ou ao auto-exílio, vai saber.




0 Comentários