quarta-feira, 9 de abril de 2014

Da série "as catacumbas de um cérebro baldio"

Esse "debate" aí aconteceu, acredite, no grupo de uma universidade federal. Se você tem alguma dúvida do porque o Brasil ser do jeito que é, a resposta está mais ou menos aí: esse é o nível do nível superior do país.

O resumo desse pensamento luminar é o seguinte: se eu não gostar de você porque você é "coxinha", tudo bem o governo te perseguir no seu ambiente de trabalho, ameaçar a empresa que te contratou, usar verbas oficiais (que não são do governo de ocasião, mas do pagador de impostos) para fazer pressão, criminalizar sua opinião e finalmente te calar, porque se você estiver insatisfeito, pode "fazer um blog para falar suas merdas", de preferência um que não apareça muito, senão usarão a interpretação distorcida de alguma lei para tirar até o blog do ar também.

Agora, se você quiser elogiar Cuba, o chavismo, defender bandido petista preso na Papuda, aplaudir gente enfiando crucifixos no ânus, fazer parte de partido fundado por terrorista, chamar todo homem de machista e estuprador, publicar foto com um bando de maconheiros que roubam dinheiro da bolsa da mãe pra comprar baseado na marcha da maconha, vomitar impropérios contra a sociedade capitalistaburguesamachistabrancaracistahomofóbica, aí você pode arrumar o patrocínio de alguma estatal, descolar uma graninha pela Lei Rouanet, ser contratado a peso de ouro para apresentar algum programa na TV Brasil que nem seus 12 amigos do diretório do partido assistem, porque a audiência é de 9 pessoas em todo o território nacional.

Como você é "a favor do Estado" (desde que não seja a polícia te perseguindo porque deseja se drogar em paz), tudo bem meter a mão em qualquer verba que venha do Estado. Gente liberal-conservadora-reaça-coxinha que fica reclamando de Estado inchado não pode reclamar quando esse Estado usa a verba que ela paga de imposto para persegui-la, porque aí seria muita incoerência, entendeu?

Agora, se você defender bandido então, dizendo que aquele coitadinho só rouba, mata e estupra por culpa da classe média, aí você vira ídolo de universitários que tem tanto apreço por aulas e livros quando tem por banhos e desodorante e vão "fechar" contigo na próxima eleição ou então lotar suas palestras sempre sobre o mesmo tema que é basicamente "como culpar o sucesso alheio pelos meus problemas e os dos outros".

Mas tudo bem, "foi mal, a deles é federal".



0 Comentários