segunda-feira, 14 de abril de 2014

Dica para a oposição

Dilma diz que não é a favor da redução da maioridade penal. "Exclusão", "racismo", "problema social". O mesmo blá-blá-blá de sempre.

Aí está um belo caminho para um candidato da oposição marcar diferenças entre o PT e o Brasil que presta. A luta contra a corrupção pura e simples é praticamente inócua, já que até corruptos dizem que são contra a corrupção e a polarização no campo da defesa da pobreza é praticamente impossível, já que o PT conseguiu passar a mensagem (falsa) de que é "a favor dos pobres".

Mas pensemos: o "pobre" brasileiro é conservador. Não é a favor de desarmamento, aborto, maconha, menores de idade praticando crimes e ficando impunes, black blocs, gayzismo, nada disso. O brasileiro médio é "reaça", só que ninguém dialoga com ele.

Ficam nessa briga eterna sobre "quem criou o Bolsa Família", "quem derrotou a inflação" e o campo do conservadorismo social (social conservatism) permanece deserto. O Marco Feliciano percebeu isso, tanto que passou a dialogar com "o conservador" ao invés de apenas com "o evangélico". Alguém duvida que ele receberá um caminhão de votos e ampliará o seu eleitorado?

Algumas questões me incomodam, já que tendo a ser mais liberal, mas a redução da maioridade penal não é absolutamente uma delas. Um animal que mate, estupre, sequestre, não merece a menor leniência pelo fato de ser menor de 18 anos. Se fizermos um plebiscito sobre isso, garanto que a vitória da redução da maioridade penal seria acachapante.

A oposição precisa trazer este tema para a campanha. Confrontar Dilma Rousseff com a sua posição pró-crime, com suas amizades com gente como Jandira Feghali, Erica Kokay, Maria do Rosário e a caterva dos "direitos humanos" que só consideram "humano" o lado que comete crimes. Preguem na doutora a pecha de leniente com os marginais. Quero ver ela se livrar dessa sem desagradar sua base eleitoral de esquerdopatas e sem mentir descaradamente, abrindo o flanco para que declarações como essa sejam esfregadas na sua cara.

Encostar o PT na parede é bem mais fácil do que parece, basta alguém ir lá e colocar a malandragem imprensada no muro.

Link da notícia: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,governo-dilma-e-contra-reducao-da-maioridade-penal,1020502,0.htm



0 Comentários