domingo, 20 de abril de 2014

Essas páginas que criticam preços surreais são extremamente válidas a partir do momento em que estimulam o consumidor a usar sua maior arma contra preços que considera abusivos e serviços que não condizem com os preços, que é levar seu dinheiro para outro lugar. 

Mas esse papo de criticar a "ganância" de comerciantes e prestadores de serviço é pura esquerdice. As coisas possuem valor subjetivo, qualquer aluno de primeiro período sabe que um diamamte no meio do deserto vale menos do que uma garrafa d'água, logo eu posso cobrar 1 milhão de dólares americanos por quilo de cocô de camelo, porque se houver quem pague, estou no meu direito de cobrar e a pessoa no dela de pagar.

Ninguém PRECISA de um chope, um sanduíche de pernil ou um pastel de camarão para viver, paga caro por isso quem quer e se ninguém pagar o comerciante terá duas opções: reduzir o preço ou tentar vender água no deserto.

A beleza do mercado é essa.

Clamar por fiscalização, tabelamento, multas, calotes ou qualquer outro meio que não seja você-cobra-o-quanto-quer-eu-pago-se-quiser é esquerdar feio, apenas.
0 Comentários