segunda-feira, 28 de abril de 2014

Seus bananas

Se o jogador de futebol brasileiro tivesse um mínimo de inteligência/senso de humor já teria parado há muito tempo com esse mimimi de "como sou coitadinho porque sou preto/brasileiro", mesmo porque são homens feitos que ganham milhões por ano, e começado a usar esse negócio de macaco/banana a seu favor.

Ao invés de ficar de chororô o Daniel Alves pegou a banana que atiraram para ele num estádio na Espanha, comeu e ainda disse que deu energia para ele fazer os cruzamentos para o gol.

O Neymar que de bobo não tem nada parece que já lançou uma campanha para faturar em cima, "somos todos macacos".

Mas vamos seguir.

O Club Atlético Boca Juniors, hexacampeão da Libertadores e tricampeão mundial, ergueu seu campo de jogo onde antes existia uma fábrica de tijolos que utilizava esterco como matéria prima. Seus adversários comecaram a chamar os torcedores do clube de "bosteros" por isso.

O que eles fizeram? Chamaram o MP e fizeram denúncia por cocôfobia? Não. Adotaram o apelido e hoje cantam nas arquibancadas "bostero soy". O que era depreciativo virou orgulho.
E assim se deu com outros clubes do país, como os leprosos (Newell's Old Boys), canallas (Rosario Central), pincharatas (Estudiantes), todos clubes que adotaram seus apelidos depreciativos e viraram o jogo da ofensa e da provocação.

Talvez isso se deva ao fato do argentino não ter tanto problema de auto-estima, ao contrário do brasileiro e seu eterno vitimismo, mas se existe algo que os habitantes de Banânia podem aproveitar de seus hermanos é essa facilidade em fazer piada de si mesmo.

Esqueçam o "canarinho", que sejam os "macacos". Usem bananas na camisa, entoem cantos, façam com que a ofensa vire um motivo de piada.

Quando comemorarem um gol, imitem macacos, quando vencerem um jogo, distribuam bananas para os adversários e façam as pessoas que usam isso para se sentirem superiores e desestabilizar os outros verem como são ridículas.

Lucrem com isso, não tem problema algum em ganhar dinheiro. Quem está criticando o Neymar, faça melhor, crie a sua camisa e venda também, ao contrário do que o seu professor comunista ensinou, lucro é muito bom.

E por favor, parem de ficar ofendidos quando são chamados de macacos, primeiro porque tem macaco de tudo que é cor, depois porque os símios é que deveriam se ofender por uma raça tão cretina quanto a humana querer se comparar com eles.





0 Comentários