quinta-feira, 3 de abril de 2014

Tratar iguais como iguais

Bem que o Jair Bolsonaro, o Onix Lorenzoni, o Caiado ou algum outro parlamentar que não seja esquerdopata (o que é raro) poderia iniciar uma coleta de assinaturas para um projeto de lei popular equiparando o comunismo ao nazismo e transformando a exibição de símbolos e a apologia em crime.
Os milhões de mortos, a natureza autoritária e intolerante, o desprezo pela democracia e o regime de terror que a ideologia vermelha representa autorizam e justificam tal iniciativa.


0 Comentários