sexta-feira, 30 de maio de 2014

Cota STF?

Cota-STF? O próprio Joaquim Barbosa, que infelizmente é a favor de cotas raciais e outras excrescências, dizia-se incomodado por falar vários idiomas, ter formação nas melhores universidades dos Estados Unidos e da Europa, e ainda assim só enxergarem a cor da sua pele.

Quer dizer então que aquela cadeira do STF é a "cadeira preta"? Tem algo mais estapafúrdio do que isso? Então um jurista negro, competente, com brilhante carreira, que for indicado para esta cadeira terá para sempre o estigma de ser o ministro-cota?

Como esse pessoal de ONGs e "movimentos sociais" adoram um Estado babá e são viciados nesse tipo de mãozinha, acha que todo mundo necessariamente tem que ser igual.

Por que não um japonês? Um índio? Por que não DUAS cadeiras com negros? Depois os racistas são os outros.



0 Comentários