quarta-feira, 28 de maio de 2014

E eu que pensava ter visto de tudo, acabei de ver o PT sendo contra o Bolsa Família

Para quem não se lembra, em 2003 o recém-eleito presidente Lula apresentou ao país um plano de combate à fome chamado "Fome Zero". Sua idéia era acabar com as bolsas criadas pelo PSDB (Bolsa Escola, Bolsa Alimentação e Vale Gás), que naquela época já atendiam 5 milhões de famílias, porque, segundo o Mussolini do Agreste, "dar dinheiro deixa as pessoas preguiçosas".

Como muito bem lembrou Reinaldo Azevedo, Lula queria dar às pessoas um PRATO DE COMIDA. Essa era a sua idéia de combate à miséria no país.

Como tudo o que o PT faz, o programa mostrou-se caótico, mal organizado e falho, então Lula correu para fazer o que sempre soube fazer de melhor: apropriar-se das idéias dos outros.

Pegou os três programas de distribuição de renda do PSDB, juntou-os e batizou de Bolsa Família, que é o programa que hoje todo mundo conhece e paga uma quantia que não dá para comprar uma calça para uma jovem de 16 anos, porque uma calça para uma jovem de 16 anos é mais de trezentos reais.

Hoje na omissão de Assuntos Sociais do Senado foi aprovado um projeto do senador Aécio Neves que mexe com a estrutura do programa. O ponto principal é que mesmo se o beneficiário arrumar um emprego, ele continuará recebendo a bolsa durante seis meses, independente de um teto de renda familiar.

Isso vai estimular a pessoa a voltar ao trabalho e retirar das mãos do PT uma de suas mais poderosas estratégias eleitorais: o terrorismo contra os pobres que sempre são ameaçados de perder o benefício caso não votem no partido.

Para variar, o PT votou contra o projeto na comissão, que foi aprovado pela margem apertada de 10x9.

Assim, mais uma vez, vemos o PT colocar-se CONTRA o país quando seus objetivos de poder são contrariados. Foram contra a eleição de Tancredo, foram contra a Constituinte de 1988, foram contra o governo do presidente Itamar Franco, foram contra o Plano Real, foram contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, enfim, sempre que precisaram optar entre os interesses do partido e os interesses do país, não hesitaram em ficar com o partido.

Mas hoje, 28 de maio de 2014, vimos algo inédito até para os padrões petistas. Neste dia vimos o PT VOTAR CONTRA o Bolsa Família e os beneficiários do programa fazendo justamente o que vive acusando os outros de querer fazer.

A galinha dos votos de ouro está prestes a sair de controle. O lulopetismo vai precisar inventar outra mentira para contar.



0 Comentários