quarta-feira, 14 de maio de 2014

O bestiário inesgotável

Se a Socialista Morena não existisse, os estúdios de Hollywood seriam obrigados a criar um personagem no lugar. Alguém para fazer companhia ao Jar Jar Binks, ao Zohan e ao Patrick do Bob Esponja.

Suas já célebres citações como "no socialismo TODOS podem ter iPhone" ou "não tenho interesse em debater com reaças. Divergência é entre semelhantes. entre opostos não rola debate" mostram porque a jornalista é pedra angular da inteligência média da esquerda brasileira.

Sua sabedoria é monolítica, incontornável e somente esse colosso de erudição e pensamento lógico poderia surpreender o mundo com mais uma pérola e provar que uma mente brilhante é uma usina de citações.

A nova é: "Nelson Rodrigues não combina com vocês, reaças".

Isso mesmo, ele, o desafeto dos padres de passeata, um sujeito que foi hostilizado em vida pela esquerda, agora é alguém "anti-reaça". Honra seja feita, ele também jamais se declarou "de direita".

Certa vez perguntado sobre isso por ninguém menos que Clarice Lispector, Nelson Rodrigues disse que se recusava a ser de direita ou de esquerda, porque "lendo dois volumes sobre a guerra civil na história", verificou que "de parte a parte todos eram canalhas". E terminou com uma de suas frases definitivas: "eu não quero ser nem canalha da esquerda nem canalha da direita".

Só que a inteligência morena deu para supor que o Anjo Pornográfico, por descrever com requinte as perversões dos subúrbios cariocas, hoje seria alguém "anti-TFP, anti-Opus Dei e anti-Feliciano", o que talvez até possa ser verdade, mas ela omite que COM CERTEZA ele seria alguém anti-PT, anti-Lula, anti-Dilma, anti-progressistas-de-galinheiro-que-mamam-em-estatais e anti-metafísica-Morena.

Quem disse coisas como:

"A educação sexual só devia ser dada por um veterinário."

"Diz o dr. Alceu que a Revolução Russa é 'o maior acontecimento do século'. Como se engana o velho mestre! O 'maior acontecimento do século' é o fracasso dessa mesma revolução."

"A Igreja está ameaçada pelos padres de passeata, pelas freiras de minissaia e pelos cristãos sem Cristo. Hoje, qualquer coroinha contesta o Papa."

“O sujeito que lê ou ouve um esquerdista, leu e ouviu todos os esquerdistas.”

"No Brasil, só se é intelectual, artista, cineasta, arquiteto, ciclista ou mata-mosquito com a aquiescência, com o aval das esquerdas."

"Hoje, o não-marxista sente-se marginalizado, uma espécie de leproso político, ideológico, cultural etc. Só um herói, ou um santo, ou um louco, ousaria confessar publicamente: ‘Meus senhores e minhas senhoras, eu não sou marxista, nunca fui marxista.’ E mais: ‘Considero os marxistas de minhas relações uns débeis mentais de babar na gravata.’”

"As feministas querem reduzir a mulher a um macho mal-acabado."

Alguém que disse isso tudo, fora o resto, certamente seria hoje mais uma pessoa que a Socialista Morena "xingaria" muito de "coxinha, fascista, machista, homofóbico, preconceituoso" no Twitter. Talvez o velho Nelson fosse até mandado "de volta pra idade média", como nossos Ches Guevaras de apartamento adoram repetir.

Mas como ele não está por aí para se defender (porque, convenhamos, chega a ser ofensivo), esses revolucionários de festa a fantasia podem tentar sequestrar sua obra e dizer com essa pinta de autoridade "que leu", que Nelson Rodrigues "não combina com vocês, reaças".

Isso me faz pensar em outra frase do mestre que é perfeita para esse caso: "não há ninguém mais bobo do que um esquerdista sincero. Ele não sabe nada. Apenas aceita o que meia dúzia de imbecis lhe dão para dizer".

Só não sei se o gênio moreno seria, na concepção de Nelson Rodrigues, um dos bobos que repetem ou um dos imbecis que fica por aí dizendo o que os bobos devem repetir.

Em todo caso, Nelson não, por favor. Recolham-se à sabedoria do Lula ou da Marilena Chauí que combina muito mais com vocês, "revoluças".


0 Comentários