terça-feira, 20 de maio de 2014

O travesti virtual que não negocia cachê

O dono do travesti virtual Dilma Bolada resolveu "denunciar" que o PSDB tentou "comprar" o seu perfil no Twitter. Partindo da brilhante suposição de que um personagem que há tempos bajula o governo de Dilma Rousseff e faz propaganda oficialista disfarçada de um lamentável humor a favor pudesse ter alguma utilidade para a campanha de Aécio Neves, Jeferson Monteiro contou em seu perfil do Facebook os detalhes de uma operação mirabolante (mas para uma turma que acredita que José Dirceu é "preso político", nada fora do normal, normal deles, que fique bem claro).

Segundo o Sr. Bolada, uma agência de publicidade que "já tinha tentado contado com as campanhas de Dilma e Eduardo Campos sem sucesso, mas conseguido algo com a campanha de Aécio Neves" o convidou para um "casting". Pra encurtar a história, eles ofereceram uma bela quantia, mas o Sr. Bolada ficou ofendidíssimo, denunciou no Facebook, xingou muito no Twitter e terminou com mais um grito de guerra: "RALA TUCANADA".

A rigor, o relato da moça (o personagem Dilma Bolada é uma moça, não é?) não fala muito menos prova o contato de NINGUÉM da campanha do senador Aécio Neves diretamente. Faz suposições, ilações, conta versões e aproveita para puxar o saco do PT com pieguices como "o que eu faço não há dinheiro no mundo que pague" (claro, claro), "vocês deveriam ter sido um pouquinho mais espertos e terem tido o feeling pra saber que eu não sou e nunca vou ser como vocês" (disso eu tenho toda certeza) ou "lealdade não se compra e nem se vende" (principalmente se já tiver sido arrematada primeiro, vai saber).

Juro que pensava que o desespero nas hostes petistas por conta de suaves quedas da Incompetenta nas pesquisas e pelas surras que andam levando nas redes sociais (basta ver que no dia do programa nacional do partido na televisão, a hashtag #PTmentindonaTV ficou em primeiro lugar nos trending topics mundiais do Twitter) não estava tão assim à flor da pele.

Mas depois de ver petistas dizendo que o senador Aécio Neves espanca a sua esposa (ELES é que são aliados do pagodeiro Netinho, que joga na liga profissional deste esporte) ou que é "cheirador de cocaína" (ELES é que são aliados dos narcotraficantes das FARC no Foro de São Paulo) comecei a desconfiar que algo não ia bem no Reino da Dilmanarca (sorry o trocadilho).

Só que essa pantomima armada pelo Sr. Bolada ultrapassa um pouco até mesmo os níveis de ridículo e mitomania usuais do petista médio.

Qual será a próxima? Denunciar que o Aécio quer se divorciar da Letícia para pedir a Graça Foster em casamento e assim conseguir vender a Petrobras na privataria tucana?

Por favor, gente, como diz o seu desafeto Lobão, "décadance avac élégance". Se for para ganhar ou perder, tanto faz, mas façam isso com um mínimo de compostura.

Na foto o dono do Dilma Bolada antes de misteriosamente começar a achar o "botijão de gás" diva e poderosa. Por que será, né?



0 Comentários