sábado, 10 de maio de 2014

Petista ameaça de morte Joaquim Barbosa

Dessa vez não tem essa de cérebro baldio, trata-se de um marginal petista mesmo. Ameaçou Joaquim Barbosa de morte e, aí sim, incitou a violência. 

É cansativo repetir a mesma coisa, porém mais cansativo ainda é conviver com essa indignação seletiva, esse respeito até que o outro resolva discordar, essa tolerância intolerante, essa diversidade que obriga todos a serem iguais.

Rachel Sheherazade disse que COMPREENDIA quem reage ao ataque de um marginalzinho. Este sujeito, membro, vejam vocês, da Comissão de ÉTICA do PT, disse que deseja MATAR um juiz da Suprema Corte e que contra ele toda violência é permitida, já que "não é nem humano".

Onde está a Jandira, a comunista chantagista da imprensa livre? Onde está o PSOL? Cadê os aproveitadores e demagogos raciais do "movimento negro"? E as ONGs? Os movimentos sociais? A OAB?

Se eu, insignificante eu, disser que desejo ver o Lula morto (e não desejo, só quero sua morte política), como serei tratado? Agora imagine um membro da direção do DEM, do PSDB ou outro partido que não seja "progressista do bem".

Essa virulência contra Barbosa começa nas redes sociais, em perfis falsos, em blogs pagos com nosso dinheiro através de estatais, como no caso em que "Blog da Dilma" comparou o presidente do STF e relator do processo do mensalão a um macaco ou no "Conversa Afiada", do Paulo Henrique Amorim, onde "capitão do mato" é elogio perto da baixaria de charges e termos direcionados ao ministro.

A partir daí vai para as ruas, como no caso em que o ministro teve que ser protegido por seguranças enquanto era ofendido por um assessor de uma deputada do PT acompanhado de um bando de vagabundos a soldo.

A desfaçatez é tamanha e a certeza da impunidade tão notória que eles filmam suas agressões e postam na internet, para delírio da militância desgovernada.

O mesmo desocupado que liderou a agressão a Barbosa foi para as dependências do Senado ofender o senador Aloisio Nunes Ferreira (PSDB-SP), chegando a atirar uma garrafa de água mineral no senador e novamente postou o vídeo na internet, entre ameaças de "novas ações" e deboches.

A cada queda da popularidade da presidente Dilma, o tom sobe ainda mais e o que vemos é essa violência se disseminar.

Me respondam: QUEM faz apologia ao crime e incita a violência? Quem faz vaquinha para corrupto preso, quem ameaça juízes do Supremo, quem instrui sua militância a soldo a "partir pra cima" ou quem diz que compreende quando um cidadão agride um ladrão?

O PT é uma mistura de seita com gangue, mas o cidadão brasileiro, o Brasil que presta, não merece isso, não pode ser obrigado a conviver com essa afronta diária ao Estado de direito e não pode tolerar mais a bolivarianização da nossa política.

Que um sujeito desse faça parte da Comissão de Ética do PT isso diz bastante sobre qual é a ética que se defende, se acredita e se pratica no partido.

Mas essa não precisa ser a nossa ética, não pode ser a nossa ética e jamais será nossa ética.

Enquanto tivermos vergonha na cara.


(Clique na imagem para ampliar)

0 Comentários