segunda-feira, 26 de maio de 2014

Pra mim é uma praga, mas para eles não pode ser

Todo artista, socialite, parasita, jornalista alugado, blogueiro a soldo, verba-pública-dependente e demais cretinos da esquerda caviar que defendem o PT com unhas e dentes, idolatram Cuba e não enxergam nada de anormal na Venezuela merecem reencarnar como beneficiários do Bolsa Família.

Para nós isso seria uma praga, afinal, viver com medo do benfeitor cortar o benefício caso você "vote errado" e ter como ideal de felicidade na vida não morrer de fome é praticamente um purgatório na Terra.

Imagine só não ter liberdade individual pela extrema limitação econômica, não ter educação, saúde, andar por aí em ônibus e trens que não são dignos nem de levar gado, considerar serviços básicos em qualquer lugar do mundo como um luxo, suar de sol a sol numa vida sofrida e saber que seus filhos e netos viverão a mesma coisa para, no final, ainda ter que posar com um sorriso cariado para a foto de campanha com o proxeneta-candidato que jura que sua vida, da sua família e do seu bairro - pobre, sem esgoto, sem lazer, sem transporte - está quase perfeita, enquanto recebe um saco de comida, uns trocados ou ouve uma promessa mentirosa. Imagine.

Para nós, repito, seria uma praga, mas para esses defensores do PT que andam por aí dizendo que o pobre nunca esteve melhor, que o Brasil virou a Suíça e que se melhorar estraga, nada mais justo.

Estariam vivendo a vida que defendem e desejam para os outros.



0 Comentários