sábado, 10 de maio de 2014

Vento que venta lá

Sérvolo de Oliveira e Silva, secretário de organização do diretório do PT em Natal e membro da Comissão de Ética do partido foi identificado pela Polícia Federal como um dos autores das ameaças de morte contra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Quem acessar sua página no Facebook, enquanto ele não correr para retirá-la do ar, poderá ver loas a Hugo Chávez, críticas acerbas à dissidente política da ditadura cubana Yoaní Sanchez, além de defesas apaixonadas e raivosas de José Dirceu e José Genoíno. Mas o que espanta mesmo é que o companheiro Sérvolo tem verdadeira paixão é por Delúbio Soares e isso diz muito sobre ele, aliás, diz mais ainda.

Se quiser, pesquise o nome do bruto no Google e veja tudo o que ele não vai poder apagar assim tão rápido. É um rastro e tanto.

Mas vamos seguir.

Um dos sites que o petista valentão comenta e compartilha é o Conversa Afiada, de Paulo Henrique Amorim, que quase todo dia publica algum conteúdo desancando o ministro Joaquim Barbosa e ainda permite comentários do tipo (os eventuais erros de português foram mantidos):

- "Joaquim Barbosa não fez nada contra a corrupção e ainda descambou para a tortura."

- "O STF não serve para a Democracia."

- "O JB é um cidadão que as pessoas de bem não tem simpatia pela pessoas dele. Por outro lado, as pessoas do mau o adora."

- "Nesse contexto os demais membros do stfinho são meros figurantes do JN? têm medo do monarca todo poderoso? são machos somente com o vice presidente. Esse judiciário dá a impressão de ser pura lama."

- "O fato é que o Darth Vader do STF FAZ O QUE QUER A REVELIA DA LEI."

- "Barbosa nega todos os componentes “civilizatórios” da pena…
Sei como isso é… vivi 17 anos em África. Ainda tem muito vivo o gens da não civilização…"

Entendeu a pegadinha? O sujeito viveu na África e sabe que o ministro Joaquim Barbosa, que é preto, tem "muito vivo o gens (sic) da não civilização". Isso fora os "capitão do mato" que saem toda hora.

O grau das ofensas e tamanho do ódio destilado contra Joaquim Barbosa ali chega a ser incompreensível, visto que é um ministro pró-cotas, pró-movimentos sociais, de esquerda mesmo. O "pecado" dele foi a falta de FIDELIDADE ao líder da seita que o escolheu para o cargo.

A dúvida que fica é: se um leitor de Paulo Henrique Amorim, um blogueiro que se orgulha do patrocínio que recebe da Caixa Econômica Federal, ou seja, do nosso dinheiro, ameaça um juiz da Suprema Corte de morte após ter contato durante meses com tal material incendiário que é publicado ali constantemente, pela "Fórmula Sheherazade" que estabelece que um jornalista é responsável por tudo o que venham a fazer depois do que ele disser, pode ser usada contra o apresentador de programa dominical de variedades?

Simplificando: podemos acusar Paulo Henrique Amorim de incitar este tipo de coisa? De envenenar ânimos e contribuir para o ambiente de guerra política em que vivemos, onde um ministro do Supremo é ofendido na rua e ameaçado de morte pelas redes sociais?

Está feita a pergunta.


(Clique na imagem para ampliá-la)

0 Comentários