quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Da série "as catacumbas de um cérebro baldio"

A esquerda vive numa realidade paralela habitada por lunáticos e psicopatas. O MST vive numa realidade paralela dentro da esquerda, onde os lunáticos e psicopatas são considerados conservadores demais.

Só pode, porque os promotores do bacanal agrário consideram que invadir uma propriedade e destruir o que há nela é a mesma coisa que o dono da propriedade dispor dela como bem entender.

Em 2009 o MST invadiu uma fazenda e destruiu centenas de pés de laranja. A notícia correu o país e todas as pessoas normais que tomaram conhecimento condenaram tal absurdo.

Em 2014 agricultores derrubaram não centenas, mas milhões de pés de árvores em áreas cultivadas. Uns para mudar a cultura feita no local, outros por conta de pragas, mas o MST considerou que isso é "muito pior" do que o que eles fizeram, afinal os agricultores derrubaram muito mais árvores do que os sem terra.

A parte que o MST "esquece" é que eles fizeram isso na terra DELES e não em uma área invadido e ocupada ilegalmente.

Por essa lógica se o seu vizinho resolver trocar a grama do jardim por pedra São Tomé, tudo bem se você invadir a casa dele e roubar a TV.

Coisa de doido? Lembre-se: é uma realidade paralela dentro de outra.


(Clique na imagem para ampliá-la)

0 Comentários