sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Leopoldo Lopez e o futuro do Brasil

Desde FEVEREIRO a justiça venezuelana mantém o opositor Leopoldo Lopez preso, adiando sucessivamente as audiências para que ele fique encarcerado sem passar sequer pelo simulacro de julgamento a que tem direito e que será tudo o que vai receber do governo bolivariano.

O presidente Nicolás Maduro e seu gorila na Assembléia Nacional, Diosdado Cabello, já disseram que Leopoldo vai apodrecer na prisão no que depender deles. O problema é que hoje na Venezuela tudo depende deles.

O crime de Leopoldo Lopez? Fazer um discurso que, segundo o chavismo, teve teor "golpista" e "terrorista".

Enquanto isso o governo brasileiro se alia a esse tipo de gente e nossa oposição fica calada, já que não vi ninguém confrontar Dilma Rousseff no debate por essa sua aliança com ditadores, facínoras e proxenetas que exploram seus países e mantém presos de consciência.

Hoje a Venezuela bem poderia contratar algum renomado arquiteto para construir uma nova sede para o seu poder judiciário, um palácio em forma de latrina seria muito adequado.

Se fosse vivo, tenho certeza de que o Niemeyer não se negaria ao trabalho, mas nada impede que outro desenhe tal prédio, que pode ser erguido usando os escombros do que sobrou da democracia do país.

E na batida que anda o Brasil, se continuar assim é pra lá que vamos.



0 Comentários