domingo, 31 de agosto de 2014

Vai trabalhar, vagabundo

O Eden Wiedemann (www.twitter.com/RealEden) compartilhou essa imagem no Twitter e creio ter sido algo de extrema importância, visto que a partir de 1º de janeiro é grande a chance de muitos dos mais de 20 mil parasitas do PT que ganham para fingir que trabalham em cargos comissionados de ministérios, secretarias, agências reguladoras e estatais irem para o olho da rua.

Logo convém começarem a treinar para as entrevistas de emprego ou fazer um pé de meia para abrir um negócio, porque passar o dia na internet difamando adversários do lulopetismo, vagando por universidades, sindicatos e repartições cooptando gente e preenchendo fichas de filiação ou simplesmente puxando o saco do chefe não vai mais servir para manter essa vida mansa sustentada pelo pagador de impostos.

Fica aí uma dica: carrocinha de cachorro-quente da companheirada. Mas nada impede que se candidatem a cargos como cheirador de axila em fábrica de desodorante, arrumador de pino de boliche, empacotador de salsicha, costureiro de lingüiça, testador de supositórios, almofada de lutador de sumô ou até masturbador de porcos. Só não dá para ser provador de ração de cachorro ou inspetor de dados de cassino, o primeiro porque alguém que vota na Dilma não tem a menor condição sequer de escolher uma ração de cachorro e a segunda porque petista só vai aprovar os dados viciados.

Em todo caso, nada será mais vergonhoso do que militar no Partido dos Trabalhadores que não trabalham.



0 Comentários