quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Os petistas e as montanhas de dinheiro

Dizem que o que falta para as denúncias da roubalheira petista na Petrobras caírem de vez na boca do povo é a foto de uma montanha de dinheiro que materialize o assalto ao país que o partido do Lula realiza há 12 anos.

Não deixa de ser uma pena que o brasileiro seja assim, uma besta visual. Não basta saber que a mulher ou o marido traia, precisa servir de cama para acreditar.

Mas é tanto ervanário - legal ou ilegal - passeando para lá e para cá, é tanto sanguessuga guardando montantes cada vez maiores em espécie seja em casa, no carro ou dentro da cueca, que acaba aparecendo a foto tão esperada.

Dessa vez foi um sujeito que ocupa cargo comissionado (uma das maiores cloacas da parasitagem nacional) no gabinete do senador petista Wellington Dias. O cidadão foi preso no interior da Bahia com R$ 180 mil em notas de cem.

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, o assessor de Wellington Dias disse que estava indo à cidade de São Miguel do Fidalgo (PI), onde compraria "uma propriedade rural, bodes e cabras". Em depoimento formal, ele preferiu não passar mais dados.

José Martinho Ferreira de Araújo, primo do senador, disse que o petista, pra variar, "não sabia de nada". Em nota oficial o senador, claro, confirmou que realmente de nada sabia.

A quantia foi enviada para a polícia federal que vai investigar a origem do dinheiro, que saiu de carro de Brasília para ser transportado até o Piauí.

Resta a constatação: como petista gosta de levar montanhas de dinheiro pra passear, né?

Link da notícia: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/09/1515053-assessor-de-senador-do-pt-e-detido-com-r-180-mil-em-dinheiro.shtml



0 Comentários