quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Mais um crime no campus da USP

Caso você não tenha percebido, foi zero o número de manifestações de solidariedade à remadora espancada por bandidos na USP por parte de PSOL, PT, OAB, DCEs, etc. 

Se ela pelo menos fosse gay.

Mas sabe como é, não pode ter polícia no campus para não incomodar o direito constitucional dos estudantes profissionais fumarem maconha o dia inteiro.
0 Comentários