quinta-feira, 27 de novembro de 2014

A revolução dos palermas


Anti-capitalistas encapuzados trouxeram caos à capital da Inglaterra. Sob ameaças do grupo Anonymous de parar Londres, manifestantes de até 14 anos chutavam coisas pelo caminho, viravam barricadas, pichavam muros, lojas e veículos e gritavam "uma solução, a revolução".

A "marcha milhões de máscaras" aconteceu no dia de Guy Fawkes, e dado o número de máscaras do filme "V de Vingança", o comércio deve ter lucrado bastante com aquelas pessoas que estavam ali "indignadas" e protestavam contra o establishment, a falta de privacidade, as medidas de austeridade e, claro, contra o "sistema".

Cones eram arremessados contra a polícia e o ator-comediante-celebridade-músico-costureiro-hair-stylist-e-personal-qualquer-coisa Russel Brand se fez presente, dando seu apoio à da luta contra sabe-se lá o que for mais legal ser contra no momento.

A mera descrição dos eventos acima já deveria servir para ridicularizar todo o ato, mas como sou meio sádico, faço questão de destrinchar: púberes e adolescentes profissionais mascarados marchando contra o "sistema" que os sustenta, inspirados na luta "contra o capitalismo" por um filme de Hollywood.

Reclamando da "falta de privacidade" enquanto inundam a internet de selfies e sex tapes, acompanhados de sub-celebridades que ganham dinheiro como putas do showbiz e usando máscaras de um católico que lutava para restaurar o poder da Igreja sobre o Estado na Inglaterra.

Que tal? Dá para confiar no futuro da humanidade quando pensamos que daqui a uns anos serão esses palermas que estarão em posições de destaque, sem contar que muito provavelmente vão procriar e "educar" crianças?

Não é a toa que qualquer estupidez hoje em dia consiga público.

Usar "x" e "@" para "neutralizar o gênero das palavrxs", homens feministas, pintura corporal de menstruação, sodomia com imagens religiosas, universitárias costurando as vaginas umas das outras e "artistas" enfiando os dedos e narizes nos ânus uns dos outros em "performances", textos do Gregório Duvivier e músicas da Clarice Falcão, enfim, essa tal "geração Z" - gente nascida da década de 1990 para cá - é o paraíso dos medíocres, que se descobriram em maioria e celebrizam uns aos outros.

Se acham credores do mundo, são contra tudo (menos o que não presta), querem tudo, ainda que não tenham a menor noção do que querem:

- O que você quer, meu filho?
- Revolussaummmmm!
- Tá, mas vamos mudar o que?
- Num seiiii, passa o beck!

É daí pra pior.

Link da notícia: http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2014/11/1544009-protesto-anticapitalismo-termina-com-ao-menos-cinco-detidos-em-londres.shtml
0 Comentários