terça-feira, 16 de dezembro de 2014

A Petrobras virou carniça


Segundo notícias Dilma passou hoje o dia reunida para "fechar o mapa" do seu segundo governo. O problema é que ela está tão perdida que mapa não adianta, mesmo se arrumar um GPS tá arriscado descobrir que o seu governo está num poço mais fundo do que o petróleo do pré-sal. Nessa levada e a suposta presidenta vai ter que renunciar logo após o discurso de posse.

A Petrobras virou braço do PT, foi aparelhada, perdeu 25% de valor de mercado só em uma semana e periga terminar o ano valendo o mesmo que o partido, ou seja, nada

E você aí achando que o maior problema da mastodôntica petrolífera era mudar o nome para Petrobrax e ser privatizada, né? O PT venceu três eleições fazendo terrorismo com a "entrega" da Petrobras, então cabe a pergunta: era pra isso que eles queriam manter a empresa estatal?

Pense só numa coisa: se você fosse acionista da Petrobrax, nada disso estaria acontecendo. Pergunte a algum cotista da Vale se ele gostaria de voltar aos braços do estatismo.

Depois de "ladrão" a palavra preferida dessa crise do petrolão é "derretimento". Capas de jornais estampam que a Petrobras "derrete". O pregão da Bovespa precisou ser interrompido algumas vezes para que as ações da companhia não despencassem ainda mais - me ensinaram que isso acontece normalmente, mas logo com a "maior empresa brasileira"? - e a impressão que passa é que estamos diante de uma OGX que tomou anabolizantes.

Eu sei que as duas empresas não sofreram problemas idênticos, mas longe de melhorar a imagem da gigante estatal, tal fato consegue piorar. A OGX não tinha petróleo, a Petrobras tem petróleo de sobra, o problema é que, se pudesse, a turma que ali se instalou levaria para casa alguns barris até na cueca.

Por isso é errado falar em "derretimento", nada está derretendo, o que se passa é que a empresa está é sendo desossada e devorada até a carniça pelo PT e seus sequazes.

Com isso as ações vão caindo, a empresa perdendo a credibilidade e mais uns dias o cidadão sai pra comprar bala Juquinha e o cara da loja pergunta se ele aceita o troco em ações da Petrobras.

Vi pelas redes sociais alguns militantes do partido propondo uma vaquinha para comprar ações, mas vem cá, não era mais fácil simplesmente não ter SAQUEADO a empresa?

Fora que, dependendo do petista, ele estará usando o dinheiro da própria Petrobras para comprar a Petrobras. Assim até eu. Aliás, se a Petrobras é mesmo "nossa", comunico que desejo privatizar a minha parte e só aceito pagamento em dólares americanos.

Como disse um leitor no Twitter, quero ver o que acontece se um cidadão aparecer na portaria da sede da empresa na avenida Chile e disser:

- Vim conhecer a sede da minha empresa e vou começar pela tesouraria para pegar a minha parte.

Será tratado com tanta finura quanto a Marina e o Aécio nas propagandas do João Santana.

Quando a água bater no nariz, os petistas vão atirar a Graça Foster do alto de uma plataforma aos tubarões, é da natureza deles sacrificar um boi de piranha. Mas espero que ao contrário do mensalão dessa vez a esperteza não funciona, porque é a Dilma que tem que nadar.

Finalizo com a lição do dia e a moral da história: o que aprendemos na eleição de 2014?

Simples: que mais vale um candidato que é parado na blitz da lei seca do que outro que não resiste a uma operação da polícia federal.
0 Comentários