quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

A zona do rebaixamento mundial


Se fossem times de futebol aí estaria a zona do rebaixamento da relevância mundial. Sempre com este gesto do punho erguido, que prefiro chamar de "banana para a democracia nas terras das bananas".

Evo Morales, o cocaleiro de araque, com suas fantasias de índio de bang-bang pelo menos demonstra não ter medo do ridículo.

Jurou atacar o capitalismo e até agora só atacou mesmo duas refinarias que roubou da Petrobras com a ajuda dos companheiros que se especializaram em roubar a mesma Petrobras. Mas o pior nem é o Evo, é quem vai ali fazer platéia para este cruzamento de uma lhama com o Zacarias dos Trapalhões.

É a cúpula do vigésimo mundo, isso porque ainda não inventaram um trigésimo. Mas a renca de patetas bolivarianos está trabalhando duramente por isso.
0 Comentários