sábado, 24 de janeiro de 2015

Estranho

A turma do banner de estatal logo defendeu Cristina Kirchner e disse que o promotor não sofreu assassinato político. Celso Daniel também não.
0 Comentários