sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Israel, exemplo para o mundo


Impressiona como em Israel todos têm uma história de luta e superação para contar e como todos estão prontos a se abrir contigo demonstrando uma quase gratidão pelo interesse em ouvir.

Como uma moça de uma loja que me disse mais ou menos o seguinte:

- No Brasil tem violência, claro, mas lá eu teria que me preocupar em não ser assaltada, aqui preciso me precaver para não ser morta simplesmente por ser quem eu sou e viver no país que nasci.

E este senso de necessidade da permanência, da luta pelo direito de existir está por toda parte, como em cada beira de estrada onde se vê áreas cultivadas sem desperdiçar nada ou num monumento em homenagem aos habitantes de um kibutz no pé das Colinas de Golã, que suportaram durante 20 anos os bombardeios da Síria e não abandonaram suas casas.

Quando Israel disse "chega" e ocupou a região para proteger seus cidadãos, o general que comandou a operação disse, ao ver a posição vulnerável que foi sustentada por tanto tempo, que lá do alto aquelas pessoas pareciam sete vezes maiores do que o seu real tamanho, tanta foi sua coragem.

E cada rua, prédio, casa, monumento, cada jovem em serviço militar andando com o seu fuzil num shopping center, cada criança, cada veterano de guerra, enfim, todo este pequeno país parece sete vezes maior do que é, tamanha é a sua bravura.

Em dois locais que estive, ouvi a mesma coisa ao saberem que sou estrangeiro: "obrigado pela sua visita, você faz a diferença", como se quisessem agradecer pela disposição de conhecê-los, escutar suas histórias, legitimar de alguma forma seu direito de existir.

No fundo eu é que tenho que agradecer pelo exemplo de que é possível fazer tanto com tão pouco. Israel é um farol de democracia, um oásis de tolerância, uma potência cultural, econômica e militar e uma inspiração para todos os homens e mulheres de bem de todo o mundo.

Am Yisrael Chai!
0 Comentários