sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

A tara do PT por tiranos, assassinos, canalhas e picaretas, desde que sejam "de esquerda"

(Clique na imagem para ampliá-la)

Suponha que um país latino-americano seja governado por um partido dito "de direita". Siga supondo e imagine que este partido está modificando a Constituição para atender ao seu projeto partidário e à sua visão de país que trata quem se opõe a ela como "bandido" e "golpista".
Dê asas à sua imaginação e pense que este governo sai por aí prendendo opositores sob acusações tão bizarras quanto "perturbar a paz" ou "conspirar contra o bem". Agora imagine que a polícia política deste governo invade uma prefeitura governada por um opositor, mete as patas numa porta de vidro - arrebentando-a - e sequestra o prefeito, levando-o encapuzado para local desconhecido.

Imagine - sempre no plano da imaginação, claro - que este governo de direita mantenha um outro opositor preso por mais de um ano sem julgamento ou prova ou testemunho contra ele, que censure a imprensa e chame isso de "democratização" e que esteja levando o país à bancarrota enquanto os ladrões instalados nos palácios ficam cada vez mais ricos.
Imagine que a oposição vá para as ruas berrar - praticamente a única coisa que pode fazer, já que um "desarmamento pela paz" manteve somente milícias de bandidos a serviço do governo armadas - e que o governo autorize as forças de segurança a usar força letal (abater a tiros) os manifestantes.
Veja, não estou falando de sindicatos e vagabundos a mando do petismo fazendo baderna no Paraná, mas de um país imaginário onde pessoas comuns, não aparelhadas, saem batendo panelas e pedindo coisas como liberdade e comida.
Agora delire um pouco e pense no que faria o PT, que transformou o Itamaraty num cafofo, contra esse governo de direita. Convocaria o embaixador? Daria um golpe no Mercosul como fez com o Paraguai? Abrigaria gente na embaixada como fez em Honduras? Todas as opções e mais outras ainda piores?
Certamente que sim. Mas como o país imaginário é bem real, se chama Venezuela e é tiranizado por marginais companheiros, o Partido dos Trabalhadores que não trabalham emitiu uma nota de APOIO a este governo.
Simplesmente porque os ditadores, assassinos, pilantras e liberticidas companheiros são melhores do que os outros.
0 Comentários