domingo, 5 de abril de 2015

Da série "as catacumbas de um cérebro baldio"



"Baixa energia" mesmo é chamar a Dilma de "presidenta".
Agora, é comovente o desespero da esquerdalha ao notar que não falam mais sozinhos, que não intimidam mais ninguém com seu discurso de falso bonzinho autoritário, que agora as pessoas se manifestam, opinam e são contrárias ao que eles pensam.
Imagina você que absurdo! Pensar de forma independente, não fazer parte de clubinho, não repetir que nem papagaio as idiotices que um Gregório Duvivier ou Jean Wyllys.
Esse aí não deve achar que defender mensaleiro ou ladrão do petrolão, pedir censura da imprensa ou uma reforma política para eternizar o PT no poder é "baixa energia".
Já disse: tinham que pegar um pedaço grande do território e doar para essa gente fundar um país só deles. Iriam se "isolar" dos retrógrados, dos "atrasados" e "ignorantes" e só voltariam na hora de sugar um pouco mais do dinheiro dos outros.
Bom, falta, pelo menos pra mim, não fariam.
0 Comentários