terça-feira, 30 de junho de 2015

A coerência é a vítima

Pronto, também passei a ser a favor da desmilitarização da polícia. Sou a favor também da desmilitarização do exército, da marinha e da aeronáutica.
E digo mais, passarei a defender que todos, polícia, exército, marinha e aeronáutica sejam desarmados. Desarmamento total. Além disso proponho que seja criminalizado o ato de um agente da lei prender alguém. Quem se meter a prender um fora da lei será imediatamente preso. Se estiver armado será agravante. E por arma entenda-se até mesmo um cortador de unha.
Qualquer cidadão só poderá ter em casa talheres de plástico, tal qual em presídios americanos.
A menos que seja um menor de idade brincando de polícia e ladrão com um fuzil enquanto toma conta de uma boca de fumo, nesse caso cadeia não resolve, cadeia só aumenta o problema, tanto que será criminalizada.
Cadeia não resolve para assalto, tráfico, sequestro, estupro, assassinato. Cadeia só deveria existir mesmo para policiais que prendem alguém e, claro, para racistas, machistas, fascistas e homofóbicos. Esses merecem ser jogados numa cela e ficar lá mais tempo do que o conde de Monte Cristo.
Fiu-fiu? Cadeia.
Defendeu privatização? Cadeia.
Fez piada politicamente incorreta? Cadeia.
Depois de ouvir que é um branco assassino, genocida, asqueroso, saudoso da escravidão não se ajoelhou e se ofereceu para a chibata reparatória? Cadeia.
Assaltou uma casa e deu um soco no pai de família que estava ali, um tapa na cara da esposa dele, enfiou o dedo no olho da avó e tem menos de 18 anos? Aí não, cadeia nem pensar. Nesse caso você merece uma ONG para tomar conta de você e uma caravana de "estudantes" para te defender.
E o melhor do desarmamento total é que sabendo que ninguém mais andaria armado, nem polícia e nem cidadãos, ninguém nem com faca de manteiga, os bandidos não precisariam mais usar armas eles mesmos, optando por pedir - por favor, por gentileza, por obséquio - para você entregar seus pertences ou o seu corpo.
Quer dizer, eles não vão usar suas armas se você não reagir, agradecer e pedir desculpas no final por fazer parte da sociedade que os obrigou a ser bandidos, caso contrário te dão um corretivo.
Merecido, claro, porque as vítimas são eles.
0 Comentários