domingo, 30 de agosto de 2015

O paraíso da bandidagem (na rua e nos palácios)

(Clique na imagem para ampliá-la)


Que "cidade maravilhosa" essa administrada pelo Luiz Fernando Pezão e pelo Eduardo Paes, os excelentes governantes da capital olímpica cercada de coliformes fecais, lixo, poluição do ar, favelas e bandidos.

A situação é tão ridícula que apenas num site criado para denunciar roubos de bicicleta pude contar dezenas de assaltos no Aterro do Flamengo, área considerada "nobre" e "turística". 

Nenhum bandido foi preso, nenhuma bicicleta recuperada. A título de curiosidade, nesta mesma região todo final de semana ocorrem blitzes da polícia para multar e rebocar carros com o IPVA atrasado. Aí eles não falham nunca.

Mas adiante.

Na cidade toda são mais de 400 roubos registrados somente neste site, com relatos que vão desde agressões físicas até bandos de marginais armados de facas e, pasme, ESPETOS DE CHURRASCO em plena luz do dia, aterrorizando e roubando pertences das pessoas.

O Rio de Janeiro é um lugarzinho tão miserável, retrato perfeito da maioria do país, que você não tem o direito de ter e nem de usar nada.

Se vai de ônibus passa desconforto e é destratado por motoristas que mais parecem cavalgaduras. Se vai de metrô ou de trem ficará mais apertado do que bunda em calça de strech. Se resolver tirar o carro da garagem permanecerá preso em engarrafamentos infernais e será achacado pelos "agentes da lei", sem contar que vai ter que arrumar um segundo emprego só para pagar a despesa com o estacionamento.

Nos táxis eles cobram o preço que bem entendem e ainda pensam que você está de carona. Por falar em pensar, nem pense em chamar o Uber, porque os sindicatos, os vereadores e o prefeitinho dizem que o transporte é "pirata".

Realmente, algo que presta um serviço decente a preços justos só pode ser mesmo considerado "pirata" na cidade da bandalheira.

Pra terminar se você vai de bicicleta deve evitar a ciclovia, porque esta pertence aos bandidos. O problema é que se usar as ruas fatalmente será atropelado no trânsito caótico.

Mas o importante é defender os direitos humanos, não constranger pessoas que perambulam pelas ruas bêbadas, tomando banho e morando nas praças, semi-nuas ou consumindo drogas, ter noção de que isso é um "problema social" que "só se resolve com educação" e finalmente, fazer de tudo - inclusive mentir, distorcer e falsificar dados e estatísticas - para manter o estatuto do desarmamento em vigor, porque imagine que horror se um cidadão saca um revólver e mata um ladrão que o está ameaçando com outra arma.


Ladrão que protege ladrão, se candidata na eleição.

Ah sim, não se esqueça de votar e pagar seus impostos em dia.

Link para o site: http://www.bicicletasroubadas.com.br/
0 Comentários