sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Rodízio da zoeira


(Clique nesta imagem para ler os diálogos)

Uma churrascaria percebeu que a maioria da sociedade não aguenta mais a polícia do politicamente correto e resolveu usar essa nova onda a seu favor. Anunciou em seu perfil no Facebook que praticaria preços diferenciados para homens e mulheres.

Mulheres comem menos, logo pagam menos e assim a família pode economizar e comer lá. Sensacional, mas nada inovador já que vários lugares - como boates, por exemplo - adotam essa prática, a diferença foi a abordagem bem humorada e nada politicamente correta deles, que mereceu a minha - e de mais um monte de gente - atenção imediata.

"Feministas, podem protestar", assim terminava o anúncio.

É claro que não demorou a começaram a aparecer as justiceiras sociais, com sua espada em forma de vagina dentada em punho:

- Churrascaria usando opressão para ganhar likes! Nessas horas fico feliz por ser vegetariana do que ser atraída para um lugar para ser isca de macho. - Bradou uma justiceira.

E a ela outras se seguiram.  

O mais legal é que a equipe da churrascaria levou a situação na esportiva, dando respostas que ficaram melhores do que o post original:

- Se for feminista da Dilma não entra nem pagando o triplo!
- Sai de casa, procure o amor! Quem sabe você encontra algo que ocupe melhor sua vida e seu coração?

E a melhor de todas:

- Homem não precisa de isca para vir em churrascaria, ele vem aqui para comer carne. Os lugares que você frequenta estão te deixando confusa.

Algumas mulheres normais, mental e socialmente concatenadas e que, muito provavelmente, praticam sexo com regularidade entraram na brincadeira, dizendo que adoraram aquele machismo lucrativo (para elas) e que as feministas só poderiam ir lá protestar se fosse com as "maminhas assadas" de fora.


A resposta da sociedade aos lunáticos e neuróticos do politicamente correto deve ser exatamente esta. Quando um deles te disser que "denegrir" é uma palavra racista ou que o Laerte deve poder usar o banheiro feminino porque tudo é "construção social", deboche deles e depois ignore suas idiotices.


Não é normal pessoas escrevendo usando "x" ou "@" no lugar de "a" ou "o", não é normal alguém achar boa idéia trocar "só pra esclarecer" por "só pra escurecer" numa frase e é totalmente palerma achar que um homem dar "bom dia" ou enviar flores é praticamente um estupro.

Essas pessoas têm muito tempo livre, geralmente alguém pagando as suas contas (quando não é você, via impostos, via federais, via bolsas de estudo) e estão impregnadas de uma ideologia psicopata que pensa poder fazer uma reengenharia social, criando um "novo ser humano" coletivizado, sem individualidade, neutro em tudo, menos no que não presta.

Sabe quem preconizou este tipo de coisa? Kim Il-sung, na Coréia do Norte. E o resultado todos conhecem.

A única crítica que faço à churrascaria é ter apagado o post mais tarde, cansados que ficaram de responder e moderar comentários histéricos.

Não tiro a razão deles, porque cansa mesmo, mas é isso o que os justiceiros sociais munidos de espadas na forma de vaginas dentadas e estandartes no formato de tobas emitindo raios coloridos desejam: vencer pelo cansaço.

Canse eles primeiro, afinal, enquanto eles se irritam, a gente se diverte.

0 Comentários