segunda-feira, 30 de novembro de 2015

O cidadão Sérgio Moro


Na foto você pode observar o juiz malvado que se acha acima da lei e persegue pessoas que só andam em jatinho e área VIP esperando pacientemente na fila do passaporte junto com o resto do populacho, ou seja, nós.
Um juiz que vai receber homenagens e paga sua passagem e hospedagem do próprio bolso, anda de táxi, vai ao supermercado sem um séquito empurrando seu carrinho ou passando na frente dos outros na fila, investiga qualquer um, pune qualquer um, independente do currículo, da votação ou da conta bancária.
E agora ainda vai para a fila da polícia federal tirar passaporte? Onde é que nós estamos? Daqui a pouco esse cara vai dizer que todo mundo tem que parar no sinal vermelho, respeitar a lei do silêncio depois das 22:00 e gastar com responsabilidade do dinheiro do pagador de impostos.
Alguém prenda logo esse tal de Sérgio Moro, porque o exemplo que ele dá é perigosíssimo.
P.S.: Eu sei que a obrigação de todo agente público é se comportar dessa forma, sei que ninguém deve receber medalhas apenas por cumprir a lei e não se achar acima dos demais cidadãos, mas num país em que até guarda municipal e escrevente de repartição dá carteirada e age como "otoridade", onde os poderosos desprezam a igualdade constitucional e onde o mau exemplo é o exemplo corrente, devemos sim, em nome da cidadania, exaltar os bons exemplos. Não é nada mais do que a obrigação, mas quantos fazem? Por isso, parabéns para quem mesmo tendo oportunidade de fazer o errado, escolhe o menos cômodo, que é fazer o certo.
0 Comentários