quinta-feira, 24 de março de 2016

O "golpe"

Mesmo depois de dois ministros - Dias Toffoli e Cármen Lúcia - e um ex-ministro - Ayres Britto - afirmarem categoricamente que impeachment não é golpe, mas um instrumento constitucional legítimo, as matilhas raivosas pagas pelo PT com o dinheiro dos outros continuam a berrar o contrário.
Estimulados pelo líder cada vez mais sujo na lama do petrolão e pela presidente que cada vez mais encolhe o cargo, parasitas e capachos ideológicos seguem fazendo o trabalho sujo do PT.
Mas pouco importa. Por mim podem continuar repetindo "não vai ter golpe" até enquanto a Dilma estiver fazendo a caminhada infame - tal qual Collor - debaixo de vaias para fora do palácio.
Só que no fim impressiona como jovens universitários, gente que teoricamente deveria olhar para a frente, segue presa em perversões ideológicas dos séculos passado e retrasado.
Gente que acredita mesmo que "revolução" é seguir exatamente o que dizem seus professores, esses coroas de botequim que continuam vivendo eternamente os anos 60 como um dia da marmota vermelho.
Uns encostados, que nada produzem e são incapazes até mesmo de evoluir, porque não têm nada de novo a dizer há pelo menos 40 anos.
Até para isso será boa a queda e a decadência do PT. Talvez essa juventude canse de ficar seguindo gente que só perde e que, quando ganha, aí quem perde mesmo é o país.
0 Comentários