terça-feira, 29 de março de 2016

Uau, que surpresa. José Serra foi vaiado numa universidade em Portugal, aos gritos de "não vai ter golpe"

Quem será que estava ali? O pedreiro que o PT diz que agora faz faculdade? A empregada que anda de avião e deve eterna gratidão à seita dos boçais?
Com certeza não era um "sem terra" ou "sem teto" e muito menos a turma da "senzala" que se "levantou contra a casa grande".
Quem está em Lisboa, Portugal, no meio dessa crise e com tempo para ir lá vaiar o Serra só pode ser duas coisas: gente rica ou então gente que gasta o dinheiro dos outros, essas pessoas que a crise não pega.
Os ricos têm mesmo que defender o PT, afinal nunca ganharam tanto dinheiro quanto nos tempos da propinorepública. Os demais são a nova classe social que ascendeu junto com Lula e não falo dos pobres, mas da elite aparelhada que passou a mamar mais do que bezerro com fome.
O governo do PT criou essa luloburguesia do capital alheio. Cargos comissionados, boquinhas, bolsas no exterior que são distribuídas através de processos de cartas marcadas, viagens às custas do pagador de impostos.
E é lógico que não querem perder as prebendas, já se vão 13 anos acostumados ao bom e ao melhor sem precisar dar nada além do péssimo em troca.
A nobreza universitária é toda PT até debaixo d'água, também, vai morar em Londres, Lisboa, Paris, Berlim - note-se que nunca vão para La Paz ou Caracas - ficam ali um tempo, produzem uma monografia qualquer para enfeitar o próprio currículo e dormir numa prateleira empoeirada e pronto. Rende um monte de foto para postar no Facebook e no Instagram.
Quando voltam para o país já têm um posto de professor de federal ou "pesquisador" esperando, de onde só vão sair para outro passeio bancado por esse cruzamento de trem da alegria com CVC.
Raros são os que saem do país para produzir algo que preste. A imensa maioria é só turista mesmo, o que não seria problema meu, caso não fosse eu que pagasse a farra.
Por isso é que mostrarem nas redes sociais um vídeo da turma da bolsa sanduíche que vai passear no exterior com o dinheiro dos outros enquanto brinca de pesquisador sendo contra a saída do PT não deveria espantar ninguém.
Eles iriam querer o quê? Passar a pagar os próprios passeios?
Façam-me o favor.
0 Comentários