segunda-feira, 11 de abril de 2016

Da China passando pela Suécia até Curitiba mais rápido do que de Curitiba ao Rio


Nada como a experiência para provar ou não o que diz uma teoria.
Eu afirmo aqui, sempre que posso, que o PT não só rouba o país, como cria uma geração de idiotas úteis presos por uma coleira ideológica, rebaixa expectativas quanto à qualidade de vida possível e destrói tudo em que coloca as patas.
O brasileiro-médio dos sonhos do PT é aquele sujeito resignado, que aceita "a vida como ela é", que não reclama dos péssimos serviços públicos porque "antes era pior", que credita conquistas pessoais ao partido como "a casa que eu tenho graças ao Lula" e que se acostuma a ser sempre mal atendido.
O Brasil nunca foi uma ilha de excelência nesse tipo de coisa como saneamento básico, educação ou infra-estrutura, mas conseguiu piorar nas mãos da companheirada, ainda que a propaganda milionária paga com dinheiro sujo diga o contrário.
Um bom exemplo é a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, que antes do reinado dos medíocres era uma empresa confiável e respeitável.
Seu quadro funcional foi inchado, suas diretorias loteadas, seu fundo de pensão roubado e quebrado, seu serviço sucateado.
Quem não viu aquele vídeo de funcionários dos correios atirando as encomendas das pessoas como se fossem sacos de farinha? Ou quem não fica dias esperando alguma notícia sobre os rastreamentos que cada vez rastreiam menos?
Posso falar por experiência própria. Comprei um relógio num site chinês, fiquei desconfiado, mas vá lá, todo mundo elogia. Paguei por boleto bancário e em menos de um dia recebi a confirmação. Em quatro dias o pedido foi enviado através da Suécia e em dois chegou ao Brasil.
E está no mesmo lugar desde então, lá se vão 8 dias, sem previsão de quando algo vai acontecer.
Ou seja, uma encomenda saiu da China, passou pela Suécia e chegou em Curitiba mais rápido do que dali ao Rio de Janeiro.
No site "Reclame Aqui", consumidores fazem queixas e as empresas tentam resolver o problema. Quando precisa lidar com a concorrência, é do maior interesse da empresa resolver logo e ter boa fama. Mas das 34.101 reclamações que recebeu, sabe quantas a estatal se dignou a responder para seus clientes desesperados para saber onde estavam seus pertences confiados à ela?
Acertou quem respondeu zero. Isso mesmo, nenhuma. Os correios se lixam para quem utiliza seus serviços.
Por isso é que precisamos sempre dizer "privatização não". Os Correios são nosso patrimônio. Pra que mudar alto tão bom, não é mesmo?
Obrigado, PT.
0 Comentários