quinta-feira, 21 de abril de 2016

o Rio em dois tempos


Uma construção de 1920 está ali há quase 100 anos, sobrevivendo a todas as ressacas que aconteceram durante esse tempo.
Outra inaugurada em janeiro não resistiu à força das ondas que, desde que o mundo é mundo e estas paisagens foram destruídas com a construção de uma coisa chamada Rio de Janeiro sobre elas, batem naquele costão quando o mar está mais forte.
O mar é o mesmo, meus caros, os governantes é que incrivelmente foram piorando.
O que era feito para durar foi substituído pelo que é feito para todo mundo lucrar, menos quem paga por aquilo.
O Rio de Janeiro não é um belo cenário onde até poderiam ter construído uma cidade bonita, mas uma cidade feia e caótica que destruiu um belo cenário e desperdiçou tanta natureza.
E pessoas.
0 Comentários