quinta-feira, 7 de julho de 2016

Os conservadores e as mulheres

Hoje os membros do parlamento do partido conservador do Reino Unido escolheram dois finalistas para disputarem o voto dos seus 150 mil filiados pelo posto de líder do partido e também primeiro-ministro do país, já que os tories detém a maioria no parlamento.
Para disputar a vaga de Davi Cameron e que também já foi de Margaret Thatcher, foram selecionadas Teresa May e Andrea Leadsom, fato que dará à terra da rainha sua segunda primeira-ministra da história.
Ah sim, ambas conseguem se comunicar perfeitamente na língua inglesa. Ainda não há notícias do surgimento de um "teresês" ou "andreiês" no Reino Unido.
E o melhor é que a cota que levou Teresa May e Andrea Leadsom a disputar a liderança dos tories e o cargo de primeira-ministra não foi uma lei obrigando a destinar X% de vagas para mulheres ou mesmo uma concessão do partido para ganhar biscoito de justiceiros sociais, mas foi só uma: a competência.
Duas mulheres disputando um dos cargos mais importantes e influentes do mundo, ambas pelo partido conservador.
Isso, aquele partido cheio de direitistas.
Esses machistas.
0 Comentários