terça-feira, 5 de julho de 2016

Rio, importador de restolho

Um dado curioso: Lindbergh Farias (PB), Ivana Bentes (AM), Jandira Feghali (PR), Leonel Brizola (RS), Jean Wyllys (BA), Alessandro Molon (MG), Carlos Lupi (SP), Cidinha Campos (SP), Jorge Bittar (SP), Babá (PA), Carlos Santana (ES), Vladimir Palmeira (AL), Sérgio Arouca (SP) e tantos outros, sabe o que toda essa gente têm em comum?
São todos esquerdistas farofeiros das mais variadas matizes que saíram de seus estados, onde teriam vida política pífia, e foram assombrar o Rio de Janeiro, local do Brasil que abriga os eleitores mais fanfarrões, idiotas e deslumbrados do mundo, que, desde que não tenham que largar o choppinho com sambinha à beira mar, elegem qualquer porcaria que apele para slogans de 50 anos atrás.
A união da esquerda caviar da zona sul com os bolsões de miséria de todo o seu entorno criou essa massa falida, ingovernável e praticamente inabitável que é o Rio, uma verdadeira briga numa rua de terra de uma favela ao lado do valão.
0 Comentários